Prêmio F5

Prêmio F5: Sandra Annenberg e William Bonner levam prêmio de jornalismo; Tatá em entrevista

Annenberg vence prêmio no ano em que deixou bancada do Jornal Hoje

Sandra Annemberg, Willian Bonner e Tatá Werneck Montagem

São Paulo

Os internautas decidiram dar um prêmio de despedida para a jornalista Sandra Annenberg, que deixou em setembro, após 16 anos, a bancada do Jornal Hoje. Ela venceu o Prêmio F5 de melhor apresentadora de telejornal justamente pelo trabalho à frente do programa vespertino da Globo.

Entre os homens, o resultado não surpreendeu e coroou o âncora do Jornal Nacional (Globo): William Bonner, que apresenta o telejornal desde 1996. Neste ano, o JN completou 50 anos e promoveu um rodízio com 28 apresentadores de outros estados e do DF durante 14 semanas.

Já o melhor programa de entrevistas ficou com Lady Night (Multishow), apresentado pela atriz e humorista Tatá Werneck. A votação foi encerrada no último domingo (15).

Sandra Annenberg venceu com 40% dos votos. Com uma pequena margem, a sua substituta na bancada do Jornal Hoje, Maju Coutinho, teve 38% dos cliques. A jornalista agora faz dupla com Glória Maria na apresentação do Globo Repórter.

“Está na hora de trilhar um novo caminho e já estou com frio na barriga com o desafio que vem por aí. Rumo ao Globo Repórter para mais uma aventura aos 51 anos de idade”, disse, em sua despedida do telejornal.

Há duas semanas, a Globo resolveu encerrar também o Como Será, que foi apresentado por Annenberg por cinco anos, com reportagens de cunho social. A emissora justificou que outra atração vem sendo criada para o horário.

A lista de candidatas ao Prêmio F5 incluía Rachel Sheherazade, à frente do SBT Brasil, que ficou com 18% dos votos, Aline Midlej, do Jornal da GloboNews - Edição das 10 (1%) e Daniela Lima (3%), que comandava o Roda Viva, na TV Cultura, pelo qual concorreu ao Prêmio F5, e a coluna Painel, da Folha, até o começo do mês. Lima agora integra a equipe de jornalistas da CNN Brasil, onde será apresentadora de um dos principais programas da televisão e colunista nas plataformas digitais da emissora.

No prêmio de melhor apresentador, praticamente não houve disputa. Bonner venceu com 51% dos votos. Deixou para trás os colegas de emissora Rodrigo Bocardi, do Bom Dia São Paulo, Chico Pinheiro, do Bom Dia Brasil, e José Roberto Burnier, do programa Em Ponto, da GloboNews, com 17%, 17% e 2% dos votos, respectivamente. E também o apresentador José Luiz Datena, do Brasil Urgente (Band) com outros 13%.

PROGRAMA DE ENTREVISTAS

A humorista Tatá Werneck desbancou grandes nomes da área na categoria programa de entrevistas com seu Lady Night e ficou com 58% dos votos. Werneck passou por dificuldades durante as gravações da quarta temporada, que aconteceram durante sua gravidez de Clara Maria. Ela chegou a passar mal 40 vezes em um único dia, muitas vezes durante a filmagem das entrevistas, quando teve a ajuda dos seus convidados.

Os outros candidatos ao troféu eram Roda Viva (TV Cultura), que teve 8% dos votos, Conversa com Bial (Globo), com outros 20%, Provocações com Marcelo Tas (Cultura), com 3%, e Que História É Essa? (GNT), com 11%.

Os candidatos de cada categoria foram definidos pela Academia F5, formada pela equipe de reportagem e colunistas do F5 e convidados da editoria de Ilustrada. Já a votação foi aberta aos internautas, que puderam clicar quantas vezes quisessem em seus favoritos em cada uma das 30 categorias, que incluem ainda melhor novela, hit do ano e melhor casal. Os vencedores estão sendo divulgados diariamente no site do F5.

Três prêmios serão entregues pela primeira vez neste ano: melhor game, melhor influenciador digital e melhor canal de YouTube. Outros dois prêmios foram reformulados, como o de melhor série, que passou a ser dividida entre melhor série dramática e melhor série de humor.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem