Televisão

Chico Pinheiro denuncia perfil em rede social que falava em enforcar ele e 'sua trupe': 'Apavorado'

Perfil que atacava o apresentador do Bom Dia Brasil foi deletado

Chico Pinheiro
Chico Pinheiro - Reprodução/Instagram
São Paulo

​O jornalista Chico Pinheiro, 65, denunciou, nesta sexta-feira (18), em suas redes sociais, o perfil de um suposto professor que falava em enforcar o apresentador do Bom Dia Brasil (Globo) e “sua trupe”. “Fico apavorado com sua ameaça de enforcamento”, afirmou Pinheiro em sua conta no Twitter. 

“Esse Chico Pinheiro e sua trupe devem ser enforcados. Será mais barato. Mentirosos, subservientes, aproveitadores e distorcem os fatos com comentários cretinos (sic)”, teria afirmado Luiz Antônio de Lacerda ao comentar um post do Bom Dia Brasil, por meio de um perfil, deletado após a denúncia do jornalista. 

Pinheiro postou no microblog m print do comentário e questionou: “O professor é isso tudo mesmo que postou no perfil? Mestre Gestão FGV? Fico apavorado com sua ameaça de enforcamento”. “O ‘professor’ diz que forma coaches na Faculdade de Tecnologia Faesa. É isto mesmo?”, continuou o jornalista. 

A Faesa respondeu, também pelo Twitter, que ficou surpresa com o tweet do jornalista. “Esclarecemos que esse profissional não faz parte do nosso quadro de professores. Ainda assim, fazemos questão de reforçar que o comentário está em total desacordo com os valores da instituição”, afirmou a faculdade. 

O F5 tentou contato com o professor que aparecia no perfil citado por Pinheiro, mas ele não foi localizado. 

Pinheiro voltou a falar sobre violência contra jornalista na noite desta sexta: “Muitos ficam expostos a várias formas de violência —verbal, psicológica e até física— pelo simples fato de se colocarem a serviço do interesse público, contrariando poderosos. Cabe à sociedade se mobilizar em sua defesa. É causa da democracia e da civilização”. 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem