Celebridades

Celebridades lamentam morte de Tarcísio Meira: 'Nosso maior galã'

Ator morreu aos 85 anos após complicações por Covid

O ator Tarcisio Meira no programa Fera Ferida - TV Globo/Divulgação
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Após o ator veterano Tarcísio Meira morrer nesta quinta-feira (12) aos 85 anos, após complicações causadas pela Covid-19, celebridades lamentaram e fizeram homenagens ao galã das novelas. O ator recebeu diagnóstico positivo para o vírus em 6 de agosto.

A jornalista Fátima Bernardes, 58, fez o anúncio durante o Encontro. Ao longo do programa, foram prestadas homenagens ao ator. Ary Fontoura, 88, lamentou a morte em conversa com Bernardes e classificou a notícia como uma "surpresa desagradável".

O atleta Isaquias Queiroz, 27, estava presente no programa, e fez um apelo para que não aconteçam aglomerações quando retornar para sua cidade natal. "O Brasil não está seguro da Covid-19", disse ele quando a apresentadora comentou sobre o ator.

A atriz e apresentadora Maisa Silva, 19, publicou uma foto ao lado do ator em seu Twitter. "Descanse em paz Tarcísio Meira. E que Deus conforte os corações de amigos e familiares. Seu legado é eterno. Obrigada!", escreveu.

A atriz Lilia Cabral, 64, também deu entrevista ao Encontro. "Quando isso acontece é difícil de acreditar", disse. A artista se emocionou ao pensar na atriz Glória Menezes, que também está internada, mas tem uma melhor recuperação.

Cabral também falou sobre o ator Paulo José, que faleceu nesta quarta-feira (11). "Mudei minha forma de enxergar a profissão através da visão dele". Sobre a morte de Tarcísio, ela afirmou que apesar disso, é necessário que a população continue se vacinando e utilizando máscara.

O diretor de televisão Boninho, 59, lamentou a partida do artista. "Muito triste perder nosso maior galã da história da TV brasileira. Tive a alegria de conviver com ele e Glória durante muitos anos. Que pena", escreveu.

A escritora Gloria Perez, 72, também publicou uma foto do ator e escreveu na legenda: "Meu eterno Euclides da Cunha, o João Coragem que ninguém esquece". O ator Luis Lobianco, 39, também homenageou Meira. "Que semana, que momento... Perder gigantes virou rotina. Meu carinho imenso à dona Gloria Menezes."

O ator José de Abreu, 75, relembrou da novela "Insensato Coração" (Globo, 2011), onde contracenou com o artista. "Em 'Insensato Coração' éramos muito amigos. Foi nosso último trabalho juntos… Rip Tarcisão!", escreveu na legenda.

Otaviano Costa, 48, também lamentou a partida de Tarcísio e Paulo José. "Hoje a cultura brasileira amanhece triste. Na infeliz coincidência do destino, por se tratar do dia internacional das artes, perdemos dois gigantes da nossa dramaturgia nacional."

"Perdemos Paulo José ontem e hoje o incrível e único, Tarcísio Meira. Que Deus conforte o coração de seus familiares, amigos e fãs e em especial, fica um fraterno e carinhoso abraço ao meu amigo Tarcisinho e sua mãe, D. Glória Menezes, que ainda luta para se recuperar do Covid, que nosso eterno galã Tarcísio, não conseguiu vencer", escreveu o apresentador.

A atriz Glória Pires, 57, também publicou uma foto do ator e lamentou sua morte. "Descanse em paz, guerreiro!", escreveu na legenda da publicação. Tatá Werneck, 38, também homenageou Tarcísio. "A TV e o teatro brasileiro devem honras a esse grande ator", escreveu.

"Um beijo imenso em sua amada Gloria Menezes e o querido Tarcísio Filho. Espero que muitas homenagens sejam feitas e que Sua amada Glória consiga se recuperar rapidamente", completou na publicação.

O autor de novelas Lauro César Muniz, que escreveu Roda de Fogo e Escalada, ambas com Tarcísio lamentou a morte do ator. "Quando penso na minha vida profissional, minhas novelas e filmes, um close muito forte domina a minha memória: lá está o Tarcísio refletindo, com impressionante verdade, meus desabafos e recados".

"Como pode um ator assimilar com tanta perfeição o que eu desejei transmitir? Escalada foi uma explosão de realidade porque toda a ação girava em torno de Antônio Dias. Como ele captou bem minhas intenções: 'você é um perfeito homem do campo, da vida interiorana! Em que cidade você nasceu? Minas, Norte de São Paulo?' Ele sorriu... “Nasci aqui, na cidade de São Paulo!” Talento! Talento enorme fez dele o meu rei provinciano. Daí para frente eu só via o Tarcísio quando escrevia para um personagem forte!"

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem