Zapping - Cristina Padiglione
Descrição de chapéu STF series

Peças de Nelson Rodrigues ganham tom contemporâneo em enredo único

George Moura e Sérgio Goldenberg criam nova versão para tragédias cariocas

Marina Ruy Barbosa e Alexandre Nero têm preferência para os papéis de Maria Cecília e Herculano - João Miguel Júnior/Globo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Autores de “Onde Nascem Os Fortes”, “Onde Está o Meu Coração” e “Amores Roubados”, entre outras séries, George Moura e Sergio Goldenberg usaram personagens de quatro peças de Nelson Rodrigues para traçar um enredo único em “Paraíso Perdido”. O título será a próxima série em 50 capítulos a entrar em produção na Globo, após “Verdades Secretas 2”, que estreia em outubro no GloboPlay.

A proposta é manter o caráter de tragédias cariocas da obra rodriguiana, criada entre os anos 1960 e 1970, mas atualizar o melodrama para comportamentos e diálogos atuais. Ditos hoje, trechos das peças do dramaturgo soariam inadequados no que diz respeito à visão sobre a mulher.
As mazelas humanas, no entanto, serão preservadas, a partir das peças “A Mulher Sem Pecado”, “Bonitinha mas Ordinária”, “Os Sete Gatinhos” e “Toda Nudez Será Castigada”.

Alexandre Nero e Marina Ruy Barbosa, que hoje fazem par romântico na reprise de "Império", atualmente em reprise, encabeçam a lista de preferências do elenco para os papéis de Maria Cecília e Herculano.

DEPRESSÃO

Carolina (Marjorie Estiano) volta à casa de Selma (Grace Passô), amiga de Diana (Ana Flávia Cavalcanti), para tentar ajudá-la em “Sob Pressão”. Ela até coloca seu casamento em risco ao esconder de Evandro (Julio Andrade) o paradeiro da mãe de Francisco, que encontra-se deprimida: no ar quinta (23).

A BOA DO DIA

Aliás, Jorge Furtado, um dos criadores da série "Sob Pressão", estará no Roda Viva desta segunda, com o parceiro de longa data na criação de séries e filmes, Guel Arraes. Os dois falam sobre "O Debate", livro que vai virar peça, sobre os bastidores de um suposto debate entre Lula e Jair Bolsonaro, em outubro de 2022.

Roda Viva: TV Cultura, às 22h, sob o comando de Vera Magalhães

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem