Celebridades

Irmão de Meghan Markle diz que ela é superficial e pede que Harry cancele o casamento

Thomas Markle disse que Meghan não é a mulher ideal para o príncipe Harry

A atriz americana Meghan Markle
Meghan Markle vai se casar com o príncipe Harry em 19 de maio de 2018 - Eddie Mulholland/Reuters

São Paulo

O meio-irmão de Meghan Markle, 36, escreveu uma carta para o noivo da atriz, príncipe Harry, 33, alertando-o para não se casar com a americana no dia 19 de maio.

Na carta enviada para a revista In Touch, Thomas Markle, 51, afirmou que Meghan é uma mulher entediada com sua vida, superficial e vaidosa, que vai fazer uma piada de Harry e da herança da família real, alertando que ainda há tempo para que Harry cancele a união.

Ele afirmou ainda que a americana não é a mulher ideal para o príncipe e, quanto mais tempo ele passe no casamento, "ficará claro que esse foi o maior erro na história dos casamentos reais".

Thomas falou também sobre o fato de Meghan não ter convidado nenhum de seus familiares para o casamento, preferindo chamar estranhos para fazerem parte da cerimônia.

Ele diz ainda que o pai de Meghan não foi convidado para a cerimônia. "Que tipo de pessoa começa a vida usando seu próprio pai até que ele esteja falido, e depois se esquece dele no México, deixando-o sem dinheiro, principalmente por conta das dívidas dela", escreveu Thomas.

O irmão de Meghan finalizou a carta dizendo que Harry e a família real devem acabar com "esse falso casamento de conto de fadas antes que seja tarde demais".

Thomas já havia reclamado por não ter sido convidado para o casamento e disse que a atriz esqueceu de suas raízes familiares. "Talvez sua família americana a constranja. Ela ganhou o papel mais importante de sua vida. Mas virou outra pessoa."

CASAMENTO

A cerimônia, marcada para o dia 19 de maio, será realizada por Justin Welby, arcebispo de Canterbury, e o evento começará ao meio-dia e acontecerá na Capela de Saint George, no Castelo de Windsor, na Inglaterra. A escolha foi em homenagem ao avô de Harry, Phillip, com quem o príncipe passou a infância.

Como de costume, a cerimônia será paga pela família real e deve ser um casamento "intimista" para os padrões da família britânica, já que Windsor tem capacidade para 800 pessoas.

O anel de noivado de Meghan, feito pela joalheria britânica Cleave and Company, foi desenhado pelo próprio príncipe, que escolheu dois diamantes da coleção pessoal da princesa Diana, além de uma pedra de Botswana, na África, onde o casal passou férias em 2016.

O casal escolheu a confeiteira Claire Ptak para preparar um bolo de limão que irá incorporar "sabores da primavera". Além disso, os convites da cerimônia foram impressos em dourado e preto, e contam com a insígnia real do príncipe de Gales, Charles, pai do noivo.

A dupla anunciou a escolha do fotógrafo da cerimônia. O casal escolheu Alexi Lubomirski, responsável pelas fotos de noivado da dupla. Alexi afirmou, em comunicado, estar feliz em poder presenciar o próximo capítulo de uma "história de amor maravilhosa".

Harry e Meghan também dispensaram seus convidados de comprarem presentes de casamento. Eles solicitaram que o dinheiro seja doado para sete instituições de caridade.

Mais de 2.600 pessoas foram convidadas ao parque do Castelo de Windsor para ver a chegada e a saída de Harry e Meghan. A intenção dos noivos é que “os membros do público também se sintam parte da celebração”. A lista de convidados ainda não foi divulgada, mas sabe-se que a estilista e ex-Spice Girls, Victoria Beckham, confirmou que recebeu um convite.

Alguns familiares de Meghan estão reclamando por não terem sido convidados. A mãe da atriz, Doria, que já apareceu em público com o casal, deverá estar presente na cerimônia. O irmão de Harry, William, será o padrinho de casamento.

Além disso, Harry e Meghan escolheram a carruagem que irá levá-los até o Castelo Windsor após seu casamento. O casal irá andar na Ascot Landau, construída em 1883. Caso chova no dia, Meghan e Harry irão andar na Scottish State Coach, construída em 1830 e restaurada em 1969.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem