Tony Goes

Ausência de Faustão assombra Super Dança dos Famosos

Antigo apresentador fez falta; bailarinas e videocassetadas, nem tanto

Tiago Leifert brinca após Carlinhos de Jesus chamá-lo de Faustão
Tiago Leifert brinca após Carlinhos de Jesus chamá-lo de Faustão - Reprodução
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Fossem outros tempos, aposto que Fausto Silva não seria mencionado no episódio do Super Dança dos Famosos deste domingo (20). Até menos de uma década atrás, a Globo agia como se fosse o único meio de comunicação do país, e se dava ao luxo de omitir qualquer coisa que não fosse de seu interesse.

Contratados da concorrência eram solenemente ignorados. As turbulências internas da própria emissora, então, simplesmente inexistiam. Mas, na era da internet, ninguém tem o monopólio da fala. Nem mesmo a Globo, que se mantém na liderança da audiência, consegue fingir que controla o noticiário.

A turbulenta saída de Faustão do programa que comandou por 32 anos não poderia passar em branco na primeira edição da atração oficialmente sob o comando de Tiago Leifert. O próprio Tiago não se fez de rogado, abrindo os trabalhos com uma homenagem ao antigo titular. “Voltei! Lá vou de novo”, disse o apresentador.

"Durante a semana, vocês devem ter acompanhado as notícias. A Globo decidiu mudar a programação de domingo. Eu acho que eu deixei superclaro o carinho e respeito que tenho por Faustão e pelo Domingão também. Era um telespectador brincando aqui."

“Porém, recebi uma nova missão, que é de levar para vocês o Super Dança dos Famosos”, prosseguiu Leifert. "Como eu disse também na semana passada, o Super Dança não pode parar, em respeito a vocês que gostam do quadro e também aos profissionais que estão aqui ensaiando duro para dançar para vocês e levar entretenimento neste domingo. Então, deixando um beijo ao Fausto, vai começar Super Dança dos Famosos.”

Esse monólogo de abertura deu o tom do programa. Todos os jurados e concorrentes lembraram de Faustão, mandando beijos ou agradecendo pelos convites que já receberam do apresentador. No último bloco, o próprio Tiago Leifert não se furtou a imitar seu antecessor.

Nos últimos dias, não faltaram críticas à falta de cerimônia com que a emissora dispensou Fausto Silva, negando a ele até mesmo a oportunidade de se despedir do público. Neste domingo, a Globo conseguiu amenizar um pouco o climão que se formou com a saída abrupta de um dos maiores nomes de seu elenco.

Mesmo assim, foi um programa esquisito. Porque não é mais o Domingão: o nome não existe mais, a identidade visual já foi alterada, as bailarinas foram dispensadas e as videocassetadas, aposentadas.

Tomara que para sempre. Acho inacreditável que, em pleno ano da graça de 2021, até a semana passada a Globo ainda exibia vídeos caseiros de acidentes domésticos. O formato deu o que tinha que dar antes da virada do milênio.

As bailarinas fazem mais falta, porque preenchiam um espaço e eram realmente bonitas de se ver. Mas, falando sério: faz sentido um balé de mulheres em trajes sumários a esta altura do campeonato? Mulheres-objeto em estado puro, sem direito a fala? Meros corpos decorativos? O mundo mudou, galera.

Agora, quem realmente fez falta foi o próprio Fausto Silva, óbvio. A certeza de que ele não volta mais o transformou numa espécie de fantasma em vida, assombrando o cenário que, até pouco tempo atrás, era dele.

Esta sensação estranha vai durar, no mínimo, até o fim do Super Dança dos Famosos. E vai nos lembrar, todos os domingos, que a saída de Faustão da Globo é um episódio triste —e ainda mal contado— da história da TV brasileira.

Tony Goes

Tony Goes tem 60 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.com.br

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem