Zapping - Cristina Padiglione

Zeca Camargo terá direito ao seu próprio Lombardi em novo quiz

Carla Bigatto se diverte ao emprestar voz ao '1001 Perguntas', na Band

Carla Bigatto e Zeca Camargo - Rodrigo Moraes jan.2022/Band
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Locutora das mais queridas no time da Band News FM, Carla Bigatto emprestará a voz ao novo programa de Zeca Camargo na Band, o "1001 Perguntas", quiz show que estreia nesta segunda-feira (17), às 22h45, logo após o esperado lançamento do "Faustão na Band".

Colunista da Folha, Zeca sucederá Faustão de segunda a sexta, tendo Bigatto como "a voz da razão", como brinca. E ela arremata: "Você finalmente terá o seu Lombardi".

A piada, talvez incompreensível aos mais novos, diz respeito ao lendário Lombardi (1940-2009), locutor que acompanhou Silvio Santos ao longo de mais de quatro décadas, sempre sem exibir o rosto.

Assim como Lombardi, Bigatto não aparecerá diante das câmeras, mas, de posse de todas as informações sobre os participantes e com gabarito de todas as questões, ela será a responsável por abastecer o apresentador sobre os concorrentes e as respostas, quando necessário.

Bigatto brinca que será um mix de Lombardi com Alexa, a assistente de voz da Amazon. "Eu tenho o gabarito de todas as questões, eu recebo da produção também a contagem dos pontos", contou ela, em coletiva de imprensa realizada pela Band com a presença física de seis jornalistas que experimentaram o jogo --esta colunista inclusive.

"Seria como uma assistente de voz, quase como uma Alexa, mas com as nossas características brasileiras: humor, malemolência, sarcasmo, empatia, emoção. Posso chamá-la de 'Malemalexa'?", pergunta Bigatto a Zeca, que aprova a versão atualizada de Lombardi.

A DINÂMICA DO JOGO

"1001 Perguntas" é um formato da produtora BoxFish, de Diego Guebel, que já ocupou alto cargo de executivo na Band e hoje presta consultoria à emissora, correndo o mundo com um gordo catálogo de programas para diferentes canais de TV e plataformas de streaming. Aliás, o "1001 Perguntas" também está no ar na TV pública da Argentina, terra de Guebel, onde já há confirmação de uma segunda temporada.

Zeca é o primeiro a ressaltar que quiz show está longe de ser novidade na TV, mas o "1001 Perguntas" traz como diferença a dinâmica das duplas que disputam cada edição.

"A gente aposta muito na personalidade das pessoas que estão aqui, todo mundo pode se inscrever, mas depois da inscrição a gente faz uma triagem", avisa. As inscrições estão abertas no site da Band, mas devem ser feitas por meio de duplas, e é bom que os interessados tenham uma história a contar sobre a parceria escolhida para participar da gincana: esse é um dos principais critérios para a seleção.

"São duplas de participantes, e nos interessa a relação entre eles", avisa Zeca. "A gente tem ex-casal, irmão e irmã, professor com aluno, colegas de trabalho, amigos de rede social que estão se vendo pela primeira vez: isso nos interessa porque gera uma dinâmica diferente."

"A gente aposta um pouco não só na habilidade de as pessoas responderem às perguntas, mas em construir um pouquinho essa história de cada dupla. São três duplas no programa e cada programa tem um par vencedor. No ato, eles ganham uma premiação de R$ 20 mil, premiação esta que pode se prolongar até o fim da temporada, sem restrição".

A primeira safra do programa ficará no ar até março. Depois disso, essa vaga será ocupada pela nova temporada do Masterchef, que passará a ir ao ar de segunda a sexta, também após o "Faustão na Band".

"Do jeito que está montado o programa e sua estrutura, as etapas são muito diferentes uma da outra", antecipa o apresentador.

No dia em que participamos do jogo, respondemos sobre as distâncias aproximadas entre a sede da Band, em São Paulo, e monumentos mundiais --parques, estádios, edifícios, natureza. Quem se aproximava mais da resposta certa era pontuado. Esse é o quiz de "Kilometragem".

Há outras modalidades de perguntas e respostas. Em Som na Caixa, o apresentador honra seu conhecimento musical com seis categorias que contemplam estilos variados, como rock, sertanejo, MPB e samba, e suas variantes, como "sofrência", "anos 70", "anos 80".

Tem ainda "Deu Match", em que o competidor encontra respostas sobre combinações: criador e criatura de determinada obra ou marca, celebridades e seus times, países e suas respectivas capitais ou moedas, etc.

Em "15 Nomes", é preciso responder o nome ou o apelido pelo qual é conhecida a figura apresentada na tela.

O cenário, pensado para um programa noturno, é um charme à parte, e ganha cores diferentes na iluminação de acordo com o êxito dos participantes.

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem