Televisão

Com Fernanda Gentil, novo Se Joga tem formato semelhante ao extinto Vídeo Show

Sem emplacar na audiência, programa volta ao ar reformulado e aos sábados

Fernanda Gentil apresenta a nova temporada do Se Joga João Miguel Júnior/Globo

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Um ano após ser suspenso para dar espaço à cobertura jornalística do novo coronavírus, o Se Joga retorna na tarde deste sábado (6) com várias mudanças.

Além de não ser mais diário, o programa está sob o comando de Fernanda Gentil, 34 –Érico Brás, 41, segue na atração, mas longe do estúdio, em entrevistas e quadros externos, e Fabiana Karla, 45, que compunha o trio de apresentadores iniciais, deixou o projeto.

"O programa volta totalmente repaginado. A temporada 2021 vem com a proposta de ser mais intimista, real, próxima e quente", diz Gentil. O cenário também está diferente, "aconchegante e clean", segundo divulgado pela Globo.

Saem as esquetes de humor e games, e entram entrevistas, homenagens e bastidores. "A pandemia já não permitiria que a gente mantivesse o mesmo formato de games, e entendemos que o momento pede alguns tons abaixo do que o que era antigamente", revela a apresentadora.

Segundo antecipado pela Globo, o novo Se Joga tende a ser mais parecido com o extinto Video Show (1983-2019) ao ter a proposta de mostrar o que acontece atrás das câmeras, erros de gravações e spoilers de cenas de novelas. Na estreia, Fernanda Gentil entrevista o casal Sandy e Lucas Lima, sobre carreira, pandemia e família –vale lembrar que a apresentadora já declarou ser muito fã da cantora.

O ator Thiago Fragoso também participa da atração e fala sobre "Salve-se Quem Puder", novela que volta ao ar em 22 de março. "Vai mostrar bastante os bastidores da Globo, que é um conteúdo de que o público gosta, gera muita curiosidade", diz Fernanda Gentil. Sucesso na Globo, o BBB 21 vai marcar presença na atração, com os melhores momentos da semana e flashes da casa mais vigiada do Brasil.

Perguntada sobre a mudança de horário e dia da semana do Se Joga, Fernanda Gentil afirma que vê a alteração como "sensata" e em acordo com o que o momento pede. "O jornalismo cumpre um papel fundamental sempre, e em tempos de pandemia, mais ainda. Era natural que o Se Joga abrisse espaço para o Jornal Hoje ir até um pouco mais tarde."

Embora oficialmente o argumento para a suspensão do Se Joga tenha sido priorizar a cobertura jornalística do novo coronavírus, é fato que a atração não tinha emplacado nas tardes da Globo. Outros programas como o Encontro com Fátima e o Mais Você foram suspensos no início da pandemia, mas voltaram à grade da emissora com grande parte das entrevistas e participações feitas de forma remota.

A primeira versão do Se Joga estreou em setembro de 2019. A ideia era reverter as perdas sucessivas de audiência da Globo para o quadro de fofocas A Hora da Venenosa, do Balanço Geral SP, da Record. Nos cerca de seis meses que ficou no ar, porém, o programa da Globo não conseguiu estancar a sequência de derrotas para a concorrente –o que só foi possível com a extensão do Jornal Hoje.

No período, o Se Joga alcançava de 8 a 9 pontos na Grande São Paulo, principal praça de medição de audiência no país –cada ponto em 2020 equivalia a 74.987 casas. Com o aumento de seu horário, o Jornal Hoje chegou a registrar 15 pontos, e tem marcado 12, superando a Record, o que levou a emissora carioca a seguir com o noticiário em versão estendida –o JH vai ao ar de segunda a sabado, das 13h25 às 15h.

SAÍDA DE FABIANA KARLA

Fabiana Karla, 45, diz que aprendeu muito no Se Joga e que sempre teve consciência de ser uma peça estratégica na Globo. "O formato que o programa está voltando não comporta que eu esteja no projeto. Mas, ao mesmo tempo, eles me convidaram para o Falas Femininas [atração especial da emissora dedicada ao Dia Internacional da Mulher], que foi incrível. Estou divulgando o meu filme [Lucicreide Vai pra Marte], e estou de dedos cruzados, torcendo para que o Se Joga seja muito mais sucesso."

A atriz e humorista destaca que se apaixonou pela função de comandar um programa e que está no aguardo do que a emissora lhe reserva para o futuro. "Se vier algum projeto como apresentadora, estarei feliz da vida." Ela afirma ter como grande inspiração Regina Casé. "Gosto muito dos programas que ela faz, da forma como ela se comunica, dessa proximidade que ela tem com o povo", diz.

Responsável por quadros e entrevistas fora do estúdio, Érico Brás também se diz satisfeito em sua nova função. "Tenho participado da construção de quadros e matérias, estou adorando comandar essa parte. Curto muito fazer e acho que abre um leque de possibilidades para o programa."

Já Fernanda Gentil afirma que recebeu a notícia de apresentar o Se Joga sozinha como um sinal de confiança da Globo. "Meu foco agora é trabalhar muito, me concentrar, mergulhar no programa para corresponder à expectativa", afirma.

Se Joga

  • Quando Aos sábados, das 15h15 às 16h
  • Onde Globo
Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem