Televisão

Claudia Raia diz que amizade não vai interferir na escolha do vencedor do Show dos Famosos

'Quando estou avaliando, a minha referência é aquele momento'

Claudia Raia durante o quadro Show dos Famosos
Claudia Raia durante o quadro Show dos Famosos - Globo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Jurada do quadro Show dos Famosos, do Domingão do Faustão (Globo), a atriz Claudia Raia, 52, se diz muito animada para a final e que qualquer um dos cinco finalistas tem condições de levar o prêmio –que é um carro zero quilômetro. Ludmilla, Diogo Nogueira, Hugo Bonemer, Solange Almeida e Di Ferrero disputam a final neste domingo (14).

"Não vou entregar as características que fariam cada um vencer [risos]. Os cinco têm chance porque, a cada semana, eles mostraram querer fazer mais, melhor e diferente. Na vida, não só na competição, é sempre importante não se acomodar e ir atrás. Todos os finalistas poderiam ter feito isso, por exemplo, ao receber elogios ou críticas a cada semana. Mas eles sempre voltavam e nos surpreendiam", avalia Raia.

De acordo com ela, é justamente por essas surpresas que a competição se torna estimulante para o júri, composto por ela, pelo diretor Boninho e por Miguel Falabella. "Pensar em como eles [candidatos] vão nos surpreender agora me deixa muito animada para a final", completa.

Muito querida por todos e amiga dos finalistas, Claudia Raia diz que a amizade tem que ficar fora do palco na hora de avaliar o desempenho dos participantes. "Separo isso bem e com muito cuidado, justamente por levar tão a sério meu papel. Quando estou avaliando, a minha referência é aquele momento, aquela apresentação, como o artista desenvolveu aquele personagem, o que e como trouxe. É  preciso saber separar as duas coisas."

 

Como acontece ao longo de todo o quadro, os jurados não sabem quais artistas serão homenageados pelos participantes. Raia, porém, diz que vai manter seus requisitos na hora de avaliar: "É uma análise completa que precisamos fazer, de figurino, interpretação, caracterização, se tudo funcionou bem. São os detalhes que fazem a diferença."

A atriz de "Verão 90" analisa a competição como uma forma de expor os artistas e ensinar a eles coisas novas. "Foi uma temporada muito equilibrada. O quadro sempre é interessante porque é um espaço para os artistas mostrarem uma amplitude de trabalho muito grande. Afinal, eles cantam, interpretam, se caracterizam. Montam um personagem e o levam para o palco", finaliza.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem