Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui para continuar.

Zapping - Cristina Padiglione

Porta dos Fundos lança no Brasil sua 1ª série internacional

Sucesso na América Latina, o tenente Harina é a versão mexicana de Peçanha (Antônio Tabet)

Banner de divulgação
Porta dos Fundos lança primeira série internacional, 'Harina' - Divulgação
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Campinas

Personagem recorrente no Porta dos Fundos, Peçanha (Antônio Tabet) inspirou a criação de um novo personagem no México. Do Backdoor México, braço internacional da produtora, nasceu Pietro (Guillermo Villegas), também conhecido como Tenente Harina.

Depois de se tornar um dos vídeos mais virais da América Latina, somando mais de 164 milhões de visualizações nas redes sociais, a história do Tenente se transformou em série. "Harina", baseada na esquete homônima do Backdoor México, já chegou a diversos países das Américas do Norte e Central pelo canal Comedy Central Latinoamérica, e está disponível no Brasil pelo Prime Video.

A série apresenta Pietro (Guillermo Villegas), o Tenente Harina, e sua companheira, Ramírez (Verónica Bravo), que se dedicam a pegar um serial killer conhecido como El Cancelador, cujo objetivo é acabar com a vida dos personagens mais importantes das redes sociais.

"Harina" foi criada e escrita pelo roteirista do Porta dos Fundos Pedro Esteves, com Carlos Reichel, diretor e escritor brasileiro.

"Escrever ‘Harina’ foi uma experiência nova para mim, em que eu misturei duas paixões: a comédia e o suspense da investigação para desvendar um crime. Tudo precisava encaixar para fazer sentido e foi um desafio maravilhoso", conta Esteves.

Carlos Reichel comenta que sua maior preocupação com relação ao roteiro foi encontrar a melhor forma de adaptar um personagem de esquete para um personagem de série. "Como fazer as pessoas se importarem com ele durante oito episódios e como criar relações entre o protagonista e os demais personagens que saltem da tela, para que além de graça tenham também emoção?", questiona.

"Acredito que chegamos a uma série que respeita o humor do Porta, mas ao mesmo tempo expandimos o que costumamos ver em séries de comédia policial, adicionando elementos de mistério e ação", explica o roteirista", conclui.

Para ele, o carinho que o público do México e da América Latina têm com o personagem é vantajoso, mas aumenta sua responsabilidade e a pressão sobre seu trabalho de criação.

"A série traz novas facetas e amplia nossa visão sobre esse que é um dos maiores fenômenos do humor mexicano dos últimos anos. É, contudo, uma série universal, que traz elementos de drama, investigação e mistério que extrapola as barreiras do país de origem", afirma.

No Brasil, Peçanha ganhou seu primeiro filme em 2021, intitulado "Peçanha contra o Animal", também disponível na Prime Vídeo.

O elenco da série traz nomes como Luis Fernando Peña, Ana González Bello, Juan Carlos Medellín, Hector Holten, Daniel García, Luz Aldán, Alfonso Borbolla, Miguel Burra, Gerardo Taracena, Gyo Romo, Ishkra Zavala, Angélica Rogel, Lucero Trejo, Karla Sofía Gascón, Tato Alexander e Karla Farfán.

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem