Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Zapping - Cristina Padiglione

'Rio Connection', nova série da Globo com a Sony, encerra gravações

Elenco reúne franceses, italianos e brasileiros como Marina Ruy Barbosa e Renata Sorrah

Marina Ruy Barbosa e Renata Sorran nas gravações da série
Renata Sorrah e Marina Ruy Barbosa nos moniotres do set de 'Rio Connection', série produzida pela Floresta para Globo e Sony - Divulgação/Floresta
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Segundo fruto do acordo de coprodução internacional entre Floresta, Sony Pictures Television e Estúdios Globo; "Rio Connection" finalizou suas gravações na madrugada de sexta-feira (11) em solo nacional com nomes como os franceses Aksel Ustun e Raphael Kahn, o italiano Valerio Morigi e os brasileiros Marina Ruy Barbosa, Renata Sorrah, Rômulo Arantes Neto, Maria Casadevall e João Cortês.

A produção segue os mesmos moldes de "Passaporte para a Liberdade", exibida pela Globo na última semana do ano, com Sophie Charlotte como Aracy de Carvalho e Rodrigo Lombardi como seu marido, João Guimarães Rosa.

Assim como "Passaporte", "Rio Connection" foi toda gravada em inglês e ganhará dublagem na Globo --espera-se que dessa vez o trabalho possa contar com os atores da própria série, o que não foi possível em "Passaporte" com a maioria dos atores da série, resultando em efeitos artificiais.

A série quebra um jejum de três anos de Marina Ruy Barbosa das produções televisivas, a contar do fim da novela "O Sétimo Guardião", de Aguinaldo Silva, e descontando breve participação especial em "Bom Sucesso", ainda em 2019. No período de pandemia, no entanto, ela esteve no ar pelas reprises de "Totalmente Demais", na faixa das 19h, e de "Império", na vaga da novela das nove, ambas com mais êxito de audiência do que as tramas inéditas exibidas a seguir e também acima de "O Sétimo Guardião".

TRÁFICO INTERNACIONAL

Criada, escrita e dirigida por Mauro Lima, com a colaboração de Chris Salmanpour e Marcelo Starobinas, "Rio Connection" é ambientada no Rio de Janeiro dos anos 1970 e apresenta a história de criminosos europeus que estabeleceram no Brasil uma conexão para o tráfico de heroína para os Estados Unidos.

A equipe somou mais de 400 pessoas, sendo 70 nomes de um elenco de várias nacionalidades, 36 atores secundários e algo em torno de 65 locações. Cenários como Roma, Marselha, Nova York, Santos, Angra dos Reis, Niterói e cidades do Congo, México e Uruguai foram recriados aqui pela cenografia.

CRÉDITOS

A série reforça a trajetória da Floresta como produtora premium no universo ficcional. "Temos toda a expertise e estamos ampliando nossa participação na produção de ficção, aproveitando a demanda que existe por produtos locais e potencializando nossa distribuição internacional por meio da Sony", diz Dida Silva, vice-presidente e diretora-geral da Floresta.

Em seu portfólio, a produtora traz programas como Shark Tank Brasil, Ex on the Beach, Soltos em Floripa, Top Chef, Quem Quer Ser um Milionário?, Se Sobreviver, Case!, Lady Night, Bugados e O Dono do Lar, além da organização de eventos ao vivo como as premiações Kids’ Choice Awards, da Nickelodeon, e MIAW Awards, da MTV.

"Rio Connection" ainda não tem data de estreia definida pela Globo.

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem