Zapping - Cristina Padiglione

Globo e SBT perderam audiência em 2021; Record manteve saldo de 2020

TV dos Marinho ainda lidera, seguida de longe pela TV de Edir Macedo

Sheshi (Fernando Pavão) em 'Gênesis' (Record)
Sheshi (Fernando Pavão) em 'Gênesis' (Record), novela bíblica que em muito contribuiu pela boa audiência da Record em 2021 - Reprodução
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A Record foi a única emissora aberta, entre as três maiores redes de TV aberta do país, a manter ao longo de 2021 o mesmo saldo de audiência de 2020, tanto na Grande São Paulo, área brasileira com mais consumidores, como no PNT, o Painel Nacional de TV mensurado pela Kantar Ibope, que soma 15 regiões.

Globo e SBT perderam terreno sob esses dois parâmetros.

Na média das 7h à 0h, que concentra o maior fôlego de publicidade da programação, a Record somou média de 6,2 pontos e 13% de participação no bolo do total de TVs ligadas entre janeiro e dezembro de 2021 na Grande São Paulo.

A Globo, ainda líder com folga, caiu de 15,6 pontos para 14,2 no mesmo período e região, perdendo ainda uma fatia na participação de TVs ligadas, que era de 32% em 2020 e passou a 31% em 2021. As novelas da emissora tiveram queda expressiva na audiência linear da TV aberta.

O SBT apresentou a maior queda, indo de 5,8 a 5 pontos de um ano para o outro, nesses mesmos parâmetros. A participação entre os aparelhos ligados era de 12% em 2020 e caiu para 11% em 21.

Ratinho, SBT Brasil e Programa Silvio Santos apresentaram significativa perda de público.

No saldo das 24 horas de janeiro a dezembro, ainda na Grande São Paulo, a Record obteve 4,8 pontos de média e share de 12%, mantendo o saldo de 2020. Já a Globo somou 11,8 pontos, uma queda de 1,1 ponto percentual em relação a 2020, quando tinha 12,9. Em participação, a queda foi de 32% para 31%.

O SBT marcou 4,3 pontos de média em 2021, nas 24 horas do dia na Grande São Paulo, com 11% de share, ante 5 pontos em 2020, com 12% de share, abaixo da Record.

No mercado nacional, projetado a partir da soma das 15 regiões de maior consumo do pais, incluindo portanto a Grande São Paulo, a Record somou 5,8 pontos de janeiro a dezembro, considerando apenas o horário das 7h à 0h, com 13% de participação na fatia de TVs ligadas, novamente mantendo os mesmos patamares de 2020.

A Globo foi de 15,3 pontos em 2020, nesse mesmo horário no PNT, para 14,2 pontos em 2021. A fatia abocanhada pela emissora entre o total de TVs ligadas também caiu, de 33% para 32%.

Ainda nesse horário e regiões, o SBT foi de 5,1 pontos em 2020 para 4,3 pontos em 2021, perdendo 1 ponto percentual no bolo de ligadas, de 11% para 10%, o que lhe dá, em território nacional, uma desvantagem ainda maior em relação à Record no comparativo com São Paulo.

Nas 24 horas pelo PNT em 2021, a Record de novo manteve o saldo (4,4 pontos, com 12% de share), enquanto a Globo caiu de 12,4 pontos para 11,6. A participação da emissora entre o total de TVs ligadas caiu de 33% para 32%. O SBT despencou de 4,3 pontos para 3,6, caindo ainda de 11% para 10% no share.

STREAMING

A Globo pode argumentar que nem todos os índices dessa medição linear da TV aberta foram perdidos, já que parte do crescimento registrado desde o ano passado ao campo de "Aparelhos não identificados" da Kantar Ibope pertence ao streaming, sistema que abriga audiência de Netflix, Prime Video, Disney, etc., mas também do GloboPlay, onde parte do público tem conferido as produções da emissora.

A empresa tem acompanhado os números ainda sigilosos dos primeiros estudos feitos pela Kantar Ibope para mensurar quanto cabe a cada serviço de streaming e deverá usar isso a seu favor nas estratégias de venda de publicidade.

****************************************************************************************

Confira abaixo os dados de Globo, SBT e Record listados por diferentes parâmetros, de 2020 a 2021

PNT

Média dia (das 7h à 0h) - Janeiro a Dezembro 2020

Globo - 15,3 pontos e 33% de share
Record TV - 5,8 pontos e 13% de share
SBT - 5, 1 pontos e 11% de share

Média dia (das 7h à 0h) - Janeiro a Dezembro de 2021

Globo - 14,2 pontos e share de 32%
Record - 5,8 pontos e share de 13%
SBT - 4,3 pontos e share de 10%

*

Média 24 horas - Janeiro a Dezembro de
2020

Globo - 12,4 pontos e share de 33%
Record - 4,4 pontos e share de 12%
SBT - 4,3 pontos e share de 11%

Média 24 horas - Janeiro a Dezembro de 2021

Globo - 11,6 pontos e share de 32%
Record - 4,4 pontos e share de 12%
SBT - 3,6 pontos e share de 10%

GRANDE SÃO PAULO

Média dia (das 7h à 0h) - Janeiro a Dezembro de 2020

Globo - 15,6 pontos e 32% de share
Record - 6,2 pontos e 13% de share
SBT - 5,8 pontos e 12% de share

Média dia (das 7h à 0h) - Janeiro a Dezembro de 2021


Globo - 14,2 pontos e 31% de share
Record - 6,2 pontos e 14% de share
SBT - 5 pontos e 11% de share

Média 24 horas - Janeiro a Dezembro de 2020

Globo - 12,9 pontos e share de 32%
Record - 4,8 pontos e share de 12%
SBT - 5 pontos e share de 12%


Média 24 horas - Janeiro a Dezembro de 2021

Globo - 11,8 pontos e share de 31%
Record - 4,8 pontos e share de 12%
SBT - 4,3 pontos e share de 11%

QUANTO VALE 1 PONTO DE AUDIÊNCIA?

PNT: Em 2020, cada ponto equivalia a 703.167 indivíduos; em 2021, cada ponto passou a corresponder a 716.007 pessoas.

GRANDE SÃO PAULO: Em 2020, cada ponto correspondia a 203.309 espectadores; em 2021, essa conta passou a significar 205.377 indivíduos.

Os dados são aferidos pela Kantar Ibope Media.

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem