Zapping - Cristina Padiglione

Jovem Pan anuncia que terá canal próprio na TV paga

Com entraves para entrar na TV aberta, Jovem Pan News ocupará outro espaço

Tutinha apresenta novos estúdios da Panflix
Tutinha, Antonio Augusto Amaral de Carvalho Filho, nos novos estúdios da Panflix - Divulgação
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

A Jovem Pan desistiu, por enquanto, de levar seu conteúdo à TV aberta, mas já anuncia para 27 de outubro a estreia da Jovem Pan News "na sua TV por assinatura", como avisa em vídeo uma campanha de lançamento. A sintonia entrará no ar, a princípio, via Sky e Claro, as duas maiores operadoras de TV paga do país.

A chegada da emissora à TV paga não depende de concessão nem de locação de espaço, podendo ser totalmente viabilizada pelo dono do canal, como aconteceu com a CNN Brasil, no ar desde março de 2020.

Originalmente uma emissora de rádio, a Pan tem hoje um canal de streaming, a Panflix, com estúdios de TV em pleno funcionamento e até grade de programação --o Direto ao Ponto, sob o comando de Augusto Nunes, faz parte desse sistema.

Segundo Antônio Augusto Amaral de Carvalho Filho, o Tutinha, presidente e sócio-proprietário da Jovem Pan, a emissora acumula na internet mais de 36 milhões de visitantes únicos. O canal no Youtube conta com mais de 4 milhões de inscritos e soma mais de 1 bilhão de visualizações no conjunto de todo o conteúdo até hoje lá publicado.

OUTRO CAMINHO

Em julho, Tutinha esteve prestes a fechar um acordo com a TV Loading, do Grupo Kalunga, donos do canal 32 na antiga faixa de UHF, onde funcionou a MTV Brasil quando a marca era propriedade do Grupo Abril. O negócio, no entanto, não foi adiante, até porque a concessão repassada pela Abril aos novos proprietários não teve aval do Ministério das Comunicações até hoje, arrastando-se desde 2013.

O plano de Tutinha, até julho passado, era alugar o espaço do canal 32 e negociar a publicidade lá veiculada. Agora, a Pan volta à carga de ter um canal de TV, mas na TV por assinatura.

A Jovem Pan já batizou um canal de TV aberta no início dos anos 1990, tendo como sócio o empresário João Carlos Di Gênio. Na ocasião, a emissora montou suas instalações onde hoje funciona a sede da Record, na Barra Funda, em São Paulo. A Pan funcionava então no canal 16 UHF, mas o negócio não foi adiante por divergências entre Di Gênio e Tuta, pai de Tutinha, que naquele tempo comandava a Jovem Pan.

Atualmente, a emissora é o veículo ao qual o presidente Jair Bolsonaro mais fala e atende a pedidos de entrevistas, ao lado do SBT e da Record, que vem se mostrando menos acrítica ao governo nos últimos meses.

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem