Celebridades

Angelina Jolie diz que Brad Pitt não está pagando toda a pensão devida aos filhos

Atriz apresentou documento em corte pedindo ressarcimento

Angelina Jolie, Brad Pitt e os filhos Vivienne, Knox, Zahara, Maddox, Shiloh e Pax, antes do divórcio - The Grosby Group
 
São Paulo

A advogada de Angelina Jolie apresentou nesta terça-feira (7) a uma corte de Los Angeles uma reclamação de que Brad Pitt não está pagando toda a pensão devida aos seis filhos do casal e pedindo que haja uma intervenção judicial para que o benefício seja cumprido. 

“[Pitt] tem o dever de pagar pensão", escreveu a advogada Samantha Bley DeJean no documento apresentado à Corte Superior de Los Angeles, segundo informou a rede americana NBC  News. "Até o momento, [Pitt] não deu nenhuma contribuição significativa em pensão."

O documento afirma ainda que os acordos informais sobre os gastos das crianças não foram cumpridos regularmente por Pitt por mais de um ano e meio e que Jolie pretende pedir uma ordem judicial para que o ex-marido pague os valores que deve nesse período.

Chamados na internet pelo apelido de Brangelina, Jolie e Pitt se conheceram durante as filmagens do longa de ação “Sr. e Sra. Smith”, em 2003, e começaram a namorar no ano seguinte. Juntos, eles tiveram seis filhos: três adotados (Maddox, 16, Pax, 14, e Zahara, 13) e três biológicos (Shiloh, 12 e os gêmeos Knox León e Vivienne, 10). 

Jolie entrou com o pedido de divórcio em setembro de 2016, quando pediu a guarda dos filhos. A imprensa internacional apontou na época que a separação foi motivada pelo comportamento de Pitt, que teria abusado verbal e fisicamente do filho mais velho do casal durante uma viagem de avião. 

Desde então, o casal passa por um divócio pouco amigável. Em junho, o site TMZ noticiou que o casal não conseguiu entrar em acordo sobre uma agenda de visitas e uma decisão judicial ordenou que a atriz permita as visitas do ex-marido aos filhos

A publicação cita um relatório em que o juiz aponta como “prejudicial” as restrições impostas por Jolie. O magistrado teria, inclusive, estabelecido regras para que Pitt possa ligar e mandar mensagens à vontade, sem que a ex-mulher as monitore. 

O mesmo documento também detalha um novo cronograma de visitas para os próximos dois meses. O ator terá, inicialmente, dez dias de visita às crianças em Londres, onde estão morando com a mãe enquanto ela grava "Malévola 2", ficando com uma ou duas delas de cada vez por quatro horas diárias. 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias