Televisão

'Bom Sucesso' termina com volta de Alberto, Diogo louco, beijo gay e crítica aos terraplanistas

Protagonista morre sorrindo como Quincas Berro D' Água", personagem de Jorge Amado

Alberto (Antonio Fagundes) e Paloma (Grazi Massafera) na quadra da escola de samba Unidos do Bom Sucesso
Alberto (Antonio Fagundes) e Paloma (Grazi Massafera) na quadra da escola de samba Unidos do Bom Sucesso - Paulo Belote/Globo
São Paulo

A mistura entre literatura e teledramaturgia, que foi um dos grandes acertos de "Bom Sucesso" (Globo), teve destaque também no último capítulo da trama das sete, na noite desta sexta-feira (24). 

 

Protagonista da história e apaixonado por livros, Alberto (Antonio Fagundes) morreu em sua biblioteca e sorrindo. Como lembrou o seu filho, Marcos (Rômulo Estrela), o pai morreu "sorrindo como Quincas Berro D' Água", personagem de Jorge Amado. 

Na cena final, Alberto volta como espírito para conversar com Paloma (Grazi Massafera), como fizeram tantas vezes ao longo da história. No diálogo, o editor afirma que o céu é lindo, mas "muito distante e um pouco entediante". Ele aproveita para cutucar os que acreditam que a terra é plana. "A única vantagem é que a gente pode dizer com certeza que a terra é redonda e azul, como diziam os astronautas."

Em seguida, ele pede para Paloma ler um trecho do livro "A Morte e a Morte de Quincas Berro D'Água". Foi a última obra citada na novela, que incentivou a leitura ao falar de literatura de forma lúdica. Mais de 50 títulos foram indicados ao longo da trama. 

O capítulo final também teve espaço para as trapalhadas de Diogo (Armando Babaioff). Apesar de todos pensarem que ele tinha morrido no incêndio da Prado Monteiro, o vilão voltou disposto a matar Alberto. Mas ele chegou atrasado, porque o protagonista já estava morto.  

 

Diogo fez então Nana (Fabíula Nascimento) de refém. Mais uma vez a sua estratégia não deu certo. Sua ex-mulher conseguiu se desvencilhar dele, que foi preso pela polícia.

Na cadeia, ele apanha de outros presos e começa a ver fantasmas das pessoas que ele matou ao longo da trama.   

Gisele (Sheron Menezzes), vilã que se regenerou e que também tinha sido dada como morta, reaparece na Grécia ao lado do seu amor, Yuri (Marcello Mello Jr.), e dos amigos William (Diego Montez) e Pablo Sanches (Rafael Infante). Teve até espaço para um beijo gay entre William e Pablo.  

O capítulo teve ainda Marcos pedindo Paloma em casamento, Nana grávida de Mário (Lúcio Mauro Filho), o casamento de Ramon (Davi Junior) e Francisca (Gabriela Moreyra), e participações de convidados, como o cantor Zeca Pagodinho, e a ex-jogadora de basquete Hortência. 

Deborah Secco, uma das protagonistas de "Salve-se Quem Puder", que substitui "Bom Sucesso" a partir de segunda-feira (27), também fez uma ponta no episódio final já como a sua personagem na nova trama, a atriz Alexia Máximo.

Ela entra em atrito com Silvana Nolasco (Ingrid Guimarães) durante as gravações da novela fictícia “Relvas da Paixão”. 

 
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem