Televisão

'É como se morresse uma pessoa próxima', diz Alice Wegmann sobre fim de 'Onde Nascem os Fortes'

Após gravações no sertão, atriz aproveita férias para estudar

Alice Wegmann em cena de "Onde Nascem os Fortes"
Alice Wegmann em cena de "Onde Nascem os Fortes" - Reprodução/ Instagram
Fernanda Pereira Neves
São Paulo

De férias há pouco mais de duas semanas, Alice Wegmann diz que está vivendo uma espécie de luto pelo fim das gravações da minissérie “Onde Nascem os Fortes” (Globo), que entra em sua reta final. 

“É difícil acabar. É quase como se uma pessoa muito próxima morresse, é um luto que a gente vive. Para mim é muito dolorido. Estou me acostumando com o fato que não vou viver mais essa parte de mim, que é a Maria”, afirmou a atriz ao F5, durante evento da Calvin Klein em São Paulo nesta quinta (21). 

Alice, que teve pouco tempo para se preparar para o papel, ganhou elogios de fãs e de críticos desde o início da transmissão da minissérie, o que a deixou cotada para entrar para o primeiro escalão da emissora e para protagonizar a novela “Troia”, que tem estreia prevista para o ano que vem, na faixa das nove da Globo. 

O reconhecimento, no entanto, não veio por acaso. Aos 22 anos, a atriz, que ficou meses gravando no sertão da Paraíba, deixa claro que este é um dos trabalhos mais importantes de sua carreira e afirma que “parou sua própria vida para viver Maria”, o que a ajudou na conexão com a personagem, mas também levou a muito desgaste. 

“Claro que é a Maria que está chorando, mas a Alice também chora por Maria. Em algum lugar, a gente é a mesma pessoa, é o mesmo corpo. Não tem como não me afetar, é muito intenso. Tenho que emprestar minhas emoções a ela de alguma forma. Sou intensa também, sou de escorpião, então imagina como não é isso", diz, rindo. 

Com isso, Alice afirma que está aproveitando as férias, principalmente, para se dedicar à faculdade de comunicação, que está terminando na PUC-RJ. Novela, novamente, só depois de formanda, afirma. 

Teatro e cinema, no entanto, já estão em seu radar. Sem dar detalhes, ela conta que começa a gravar um novo filme em outubro, quando também volta aos palcos com a peça “Para Onde Vão os Corações Partidos”, no Rio. “Uma história linda de uma mãe e seus três filhos, que enfrentam questões familiares durante as férias numa casa de veraneio”, conta. 

VISUAL NOVO?

Maria também permitiu que Alice mudasse o visual e adotasse o cabelo curtinho pela primeira vez, o que deve ser mantido pela atriz, mesmo com o término das gravações. “Amando muito o cabelo curtinho”, afirma ela, bagunçando as madeixas. 

“Acho que vou deixar crescer só um pouquinho para poder brincar mais com ele. Mas ter cabelo curto foi tipo... a fase que mais gostei", completa Alice.

Antes de “Onde Nascem os Fortes”, o cabelo mais curto que a atriz já havia experimentado era o chanel adotado para viver Cecília em “Ligações Perigosas” (Globo). 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias