Tony Goes

A Fazenda 12: Lucas Selfie merecia ficar, mas a concorrência foi mais forte

Depois de alguns dias na moita, Jojo Todynho volta a despontar como favorita

Lucas Maciel, mais conhecido como Lucas Selfie
Lucas Maciel, mais conhecido como Lucas Selfie - Instagram/lucasmaciel
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Os realities de confinamento são injustos feito a vida. Mesmo com regras claras, edição imparcial e votações democráticas, volta e meia é eliminado um participante que merecia continuar na competição.
Foi o que aconteceu nesta quinta-feira (12), com a saída de Lucas Selfie.

O apresentador deu o azar de ir para a roça com duas das concorrentes mais emblemáticas desta edição: Raissa Barbosa e Jojo Todynho. E até que não fez feio na disputa, perdendo por relativamente pouco para Raissa –que era apontada pela enquete do F5 como a provável eliminada da noite.

Ele vai fazer falta. Depois de algumas semanas extraordinariamente agitadas (e de excelentes resultados no Ibope), o reality da Record entrou numa fase de marasmo. Sem a presença de fios desencapados como Cartolouco e Luiza Ambiel, o ambiente em Itapecerica ficou parecido com o de uma colônia de férias da terceira idade, com os peões evitando fazer marola.

Jojo Todynho, em especial, estava irreconhecível. A funkeira deve ter dado ouvidos às sucessivas admoestações de Marcos Mion, sugerindo que ela pegasse mais leve (ou seja, que não agisse de acordo com seu temperamento explosivo). Dá até para imaginar que o condutor do programa esteja querendo preservar ao máximo um de seus trunfos mais valiosos, pois A Fazenda 12 vai perder metade da graça se Jojo sair neste momento.

Mas tampouco faz bem para o jogo ela se metamorfosear em planta. Felizmente, a anestesia parece ter passado e Jojo está voltando a ser ela mesma, com fortes chances de levar o prêmio final. Este é o dilema clássico dos realities de confinamento. O público tem uma certa tendência em expulsar os participantes mais exaltados, esquecendo-se de que, sem eles, a diversão acaba.

Ficou célebre a intervenção de Silvio Santos na primeira edição de Casa dos Artistas, a atração pioneira do gênero no Brasil. Num total desrespeito ao regulamento e com uma atitude típica de único dono da emissora, SS simplesmente trouxe Alexandre Frota de volta para o programa, depois do (então apenas) ator ter sido defenestrado pelos telespectadores.

Na época ninguém reclamou, mas hoje em dia a grita talvez fosse grande. A audiência se habituou a ver nesses programas um microcosmo do mundo aqui fora, e também uma espécie de reflexo melhorado. As regras têm que ser claras, a produção não pode favorecer ninguém, os bonzinhos precisam vencer os malvados. O resultado é que, como aconteceu nesta semana em A Fazenda 12, três ótimos peões foram para a roça. Com a saída de qualquer um deles, o programa também perde.

Onde foi que Lucas Selfie errou? A meu ver, em quase nada. Ele fez um jogo interessante e autoconsciente. Parecia estar observando a si mesmo de longe, e expondo os mecanismos internos da competição. Talvez tenha sido um pouco racional e controlado demais, sem o destrambelhamento que faz a alegria de quem assiste.

Antes de sair, correu de volta para a casa e abraçou alguns dos amigos que fez por lá, numa quebra de protocolo que fez Mion subir nas tamancas. Mas a Record tem problemas maiores com que lidar: alguns dias depois do famigerado carro de som, esta semana um helicóptero sobrevoou a sede de A Fazenda 12. Os fandoms parecem não ter limites (inclusive financeiros) para ajudar seus ídolos nessa guerra.

Tony Goes

Tony Goes tem 60 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.com.br

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem