Tony Goes

Rachel Sheherazade, mande emoldurar o tuíte de Luciano Hang

'Sugestão' do dono da Havan é atestado de idoneidade à jornalista, que já protagonizou polêmicas

Rachel Sheherazade - Reprodução/Instagram

Em fevereiro de 2014, Rachel Sheherazade, 45, defendeu um grupo de pessoas que espancou e acorrentou a um poste, usando uma tranca de bicicleta, um assaltante menor de idade, capturado por elas em uma praia no Rio de Janeiro.

A âncora do telejornal SBT Brasil disse no ar que era “compreensível” que o “cidadão de bem” reagisse daquela maneira. Também sugeriu às ONGs de defesa dos direitos humanos que, se estivessem “com pena” do rapaz, que então “o adotassem".

Sheherazade já vinha se notabilizando por declarações alinhadas com o conservadorismo mais radical, e este episódio coroou sua reputação como uma das porta-vozes da nova extrema direita do Brasil. 



O caso também rendeu dores de cabeça à jornalista e à emissora. O Ministério Público Federal abriu uma ação civil contra o SBT, que afastou Sheherazade por 15 dias da bancada do telejornal. A ação acabou sendo julgada improcedente dois anos depois, mas teve uma consequência imediata e duradoura: Silvio Santos proibiu todos os jornalistas de seu canal de emitirem opiniões pessoais em frente às câmeras.

Rachel Sheherazade, no entanto, continuou se manifestando pelo Twitter. E, ao longo do ano passado, uma coisa curiosa aconteceu: contrariando expectativas, a jornalista começou a se mostrar crítica ao então candidato Jair Bolsonaro. Rebateu internautas que diziam que a ditadura militar havia sido uma maravilha, e se ofendeu com uma declaração do general Hamilton Mourão sobre mães que criam os filhos sozinhas.

Bolsonaro foi eleito, e logo Sheherazade se revelou uma crítica contumaz do novo governo. O mais interessante é que ela não se bandeou para o lado esquerdo do espectro político: continua se alinhando com a direita, o capitalismo, o liberalismo. Só não perdeu a perspicácia e a honestidade intelectual.

Isto fez com que muitos de seus seguidores a vissem como uma traidora. Como assim, Rachel Sheherazade não apoia automaticamente qualquer sandice proferida pelos olavistas? Então agora ela é comunista!

Essa opinião desmiolada é compartilhada por um dos apoiadores mais folclóricos do novo governo: Luciano Hang, também conhecido como “o véio da Havan” (apelido, aliás, que o próprio empresário adotou com gosto).

Hang interpretou uma série de cortes no departamento de jornalismo do SBT como uma caça às bruxas. Não entendeu que o fim do SBT Notícias e a demissão de profissionais como Analice Nicolau e Karyn Bravo não tem nada de ideológica. E sugeriu pelo Twitter que Silvio Santos também se livrasse de Sheherazade, que estaria contaminada por “ideologias comunistas”.

A jornalista respondeu na hora, avisando que irá processar Luciano Hang por estar chantageando a emissora onde trabalha (o dono da Havan é um grande anunciante do SBT). E recebeu uma avalanche de mensagens de apoio, tanto do público como de seus colegas de profissão.



Pois eu tenho uma sugestão a Rachel Sheherezade: imprima o tuíte ofensivo de Luciano Hang e mande emoldurá-lo. Esse recado desastrado é quase um diploma de honra ao mérito. É um atestado de idoneidade jornalística e o catalizador do respeito de seus pares. Parabéns!

Resta ver como Silvio Santos reagirá. O dono do SBT tem uma relação complicada com o jornalismo: volta e meia contrata nomes consagrados como Boris Casoy ou Ana Paula Padrão, mas também comete barbaridades como Marcão do Povo ou Dudu Camargo.

Neste momento, Rachel Sheherazade se tornou um farol de lucidez na barafunda que é o jornalismo do SBT. Silvio terá a sabedoria de mantê-la em seus quadros? Ou cederá à pressão dos alucinados que chamam de “comunistas” a quem não pensa 100% como eles?

Tony Goes

Tony Goes tem 56 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.blogspot.com

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias