Tony Goes

Cerimônia dos Globos de Ouro foi morna e bem comportada

Discursos de agradecimento tiveram pouca política e muita emoção

Lady Gaga vence Globo de Ouro de melhor música com "Shallow"
Lady Gaga vence Globo de Ouro de melhor música com "Shallow" - Mario Anzuoni-6.jan.2018/Reuters

A "maior festa de Hollywood" encolheu. Depois de alguns anos recheados de piadas grosseiras e discursos políticos contundentes, a cerimônia de entrega dos Globos de Ouro de 2019 foi muito mais recatada do que de costume.

No lugar de Ricky Gervais, que praticamente insultava a plateia, ou da dupla Tina Fey e Amy Poehler, que dava um tom gaiatamente feminista à premiação, os globos escalaram Andy Samberg e Sandra Oh como os anfitriões deste ano. Ele, um ótimo comediante, consagrado pela série “Brooklyn Nine-Nine”; ela, uma grande atriz dramática, mas que também possui um afiado timing cômico.

E, no entanto, os dois juntos resultaram em um banho de água morna. Foi até proposital: o discurso de abertura, quando alguns dos astros presentes são provocados sem dó, dessa vez só teve elogios. A suposta graça era o tom agressivo dos apresentadores.

"Gina Rodriguez! Você é... bonita". "Jeff Bridges! Eu queria que você... fosse o meu pai." O que era para ser irônico descambou para a mera rasgação de seda.

O contraste com as edições recentes do prêmio foi gritante. Em 2017, logo após a eleição de Donald Trump para a Presidência dos Estados Unidos, Meryl Streep fez um discurso libertário que entrou para a história. No ano passado, foi a vez de Oprah Winfrey inflamar meio mundo. Além disso, quase todas as atrizes usaram preto em 2018, em sinal de protesto aos abusos sexuais que grassam na indústria do entretenimento.

A cor voltou ao tapete vermelho em 2019, e o clima geral se tornou mais ameno. Talvez seja a falta de um grande escândalo envolvendo alguma celebridade nessa época. Ou vai ver que as pessoas estão simplesmente exaustas de tanta polarização. 

Nem mesmo o álcool, servido durante o jantar que antecede a cerimônia, ajudou a lubrificar os premiados. O único ator que pareceu estar ligeiramente embriagado foi Jeff Bridges, que aceitou o troféu Cecil B. De Mille por sua longa carreira no cinema. Mesmo assim, não cometeu nenhuma gafe: só esbanjou charme e simpatia.

Alguns discursos escaparam um pouco da monótona recitação de nomes. Christian Bale, que venceu como melhor ator de filme cômico por “Vice”,  agradeceu a Satã –segundo ele, uma inspiração para compor seu personagem, o ex-vice-presidente americano Dick Cheney.

O feminismo também deu as caras. Patricia Clarkson, melhor atriz coadjuvante em série ou minissérie de TV por “Objetos Cortantes”, disse que o diretor Jean-Marc Vallée exigiu tudo dela, "menos sexo –e é assim que deve ser". Regina King, melhor atriz coadjuvante de cinema por "Se a Rua Beale Falasse", prometeu que os filmes que produzirá daqui em diante terão equipes pelo menos 50% femininas.

O papel da mulher na sociedade foi destaque no discurso de Glenn Close, melhor atriz de filme dramático por "A Esposa". A veterana desbancou a favorita na categoria, Lady Gaga por "Nasce uma Estrela", e foi às lágrimas. Seu discurso de agradecimento foi aplaudido de pé (inclusive por Gaga) e pavimentou seu caminho rumo ao Oscar, que dessa vez não deve lhe escapar.

No final, a vitória de "Bohemian Rhapsody" como melhor longa dramático causou alguma controvérsia. O "filme do Queen" teve críticas ruins, apesar de estourar nas bilheterias do mundo inteiro. E ninguém se lembrou de mencionar o diretor Bryan Singer, afastado das filmagens antes do final e acusado de assédio sexual.

Mesmo assim, foi pouco para sacudir a modorra. Talvez estes Globos de Ouro só sejam lembrados no futuro por uma gracinha inesperada: a presença da "garota da água", a modelo Kelleth Cuthbert, no fundo das fotos de vários famosos no tapete vermelho. Nasce uma estrela?

Tony Goes

Tony Goes tem 58 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.com.br

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias