Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Zapping - Cristina Padiglione

'Pantanal': Gabriel e Almir Sater falam sobre dueto no Fantástico

Filho declara sua admiração pelo pai, que viveu seu personagem há 32 anos

Gabriel Sater e Cláudia Gaigher
O ator e músico Gabriel Sater conversa com a repórter Cláudia Gaigher em Campo Grande para o Fantástico sobre 'Pantanal' e o pai, Almir Sater - Divulgação
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

A sequência que une pai e filho em um longo e emocionante dueto de cordas com Almir e Gabriel Sater em "Pantanal" rendeu à novela seu recorde de audiência na Grande São Paulo e um bom engajamento nas redes sociais. Assim, o Fantástico deste domingo (15), aproveita o hit para prolongar o assunto e traz na edição do dia uma conversa com os dois, cada um em seu canto, para falar sobre o episódio.

Almir, que já está gravando novamente no Pantanal, entrou na entrevista por aplicativo de vídeo. Já o herdeiro, que estava em Campo Grande (MS), conversou pessoalmente com a repórter Cláudia Gaigher, explicitando sua enorme admiração pelo pai e falando sobre o lançamento da música tocada com Almir.

Na versão original da novela de Benedito Ruy Barbosa, Almir viveu Xeréu Trindade, instigante personagem que faz um pacto com o diabo e agora, na versão adaptada pelo neto do autor, Bruno Luperi, está nas mãos do filho. Na versão atual, Almir virou o chalaneiro Eugênio, comandante da principal embarcação de transporte da região.

No capítulo da referida sequência, a trama alcançou 31 pontos de média de audiência, sendo sintonizada por 48% dos televisores ligados na Grande São Paulo, onde cada ponto corresponde a 205.755 mil telespectadores. Foi o maior saldo na região desde em novembro de 2021, quando o último capítulo de "Império" foi exibido.

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem