Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Zapping - Cristina Padiglione
Descrição de chapéu pantanal

'Pantanal': Dueto de Almir Sater e Gabriel rende recorde de audiência

Cena alcançou o maior ibope na faixa das 21h em SP desde novembro de 2021

Almir e Gabriel Sater, pai e filho, em 'Pantanal'
Encontro entre Almir e Gabriel Sater na novela 'Pantanal' - Divulgação Globo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Campinas

O poético duelo de viola entre Eugênio e Trindade, personagens de Almir Sater e seu filho, Gabriel, cativou quem assistia a "Pantanal" na segunda-feira (9). O capítulo que teve o momento como destaque movimentou a internet e rendeu recordes de audiência à novela da Globo.

Em São Paulo, o remake alcançou o maior ibope de novela das 21h desde em novembro de 2021, quando o último capítulo de "Império" foi ao ar. Foram 31 pontos de audiência e 48% de participação entre os televisores ligados nesta segunda, frente a 33 pontos de audiência 51% dos televisores ligados em 5 de novembro do ano passado. Essa foi também a maior participação às segundas.

Já no Rio de Janeiro, "Pantanal" teve 33 pontos de audiência e 53% de participação, igualando o recorde de audiência após 37 capítulos. O remake marcou recorde de participação entre os televisores ligados no Rio desde o último capítulo de "Império", quando a novela marcou 34 pontos de audiência e 55% de participação na região.

No Twitter, o nome de Almir foi parar no topo dos assuntos mais comentados da noite, e houve quem fizesse enquetes sobre a preferência do público por pai ou filho na arte da sedução.

Segundo a Kantar Ibope, cada ponto na Grande São Paulo equivale a 205.755 pessoas. Na região metropolitana carioca, representa 124.692 pessoas, e 713.821 pessoas nas 15 praças aferidas no PNT (Painel Nacional de TV).

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem