Zapping - Cristina Padiglione

Plateia presencial estará de volta no Domingão com Huck

Apresentador também terá direito a entrada ao vivo

Luciano Huck estreia neste domingo o Domingão com Huck
Luciano Huck estreia neste domingo o Domingão com Huck - Marcos Rosa/Globo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

A Globo aproveita a estreia do “Domingão” neste domingo (05) para devolver a plateia presencial, elemento de peso para a temperatura do show --até a chegada da Covid, nunca antes na história dos programas de auditório se imaginou que pudesse haver programa de auditório sem auditório.

Nesse recomeço, há a proposta de buscar uma plateia híbrida, ainda mantendo janelinhas, como apelidou Faustão, com público online, mas já abrindo espaço para espectadores presentes no estúdio.

Para participar, a Globo vem exigindo imunização completa das pessoas, que também são testadas antes das gravações e não podem abrir mão do uso de máscaras. Os lugares obedecem ainda a algum distanciamento.

Outro ponto relevante, e do qual Faustão sentia falta, é a chance de entrar ao vivo no horário. À Folha, o diretor artístico Hélio Vargas confirmou que, na estreia, os quadros “Show dos Famosos” –herdado de Faustão—e “Quem quer ser um Milionário?”, migrado do “Caldeirão”, serão gravados.

“Mas são conduzidos por Huck ao vivo no palco do programa, assim como também será ao vivo o desfecho da matéria especial da semana, com Seu Domingos, de Pocinhos/PB”, conta.

A chegada de Huck aos domingos está longe de representar um programa completamente novo, como imaginou a princípio a direção da Globo e o próprio Huck.

Com a antecipação da saída de Fausto Silva do ar, o substituto teve de adiantar sua estreia, a fim de render o apresentador interino, Tiago Leifert, que tem outras tarefas a cumprir no momento –ele comandará nova temporada do “The Voice” a partir de outubro, com poucos dias de descanso até a próxima edição do “BBB”.

“É um parto prematuro”, admitiu Huck a Ana Maria Braga, nesta sexta (3), data em que completou 50 anos de idade.

“De domingo até o fim do ano, vamos entrar em campo para fazer o que a gente sabe fazer, sem querer inventar moda”, concluiu o apresentador.

Uma mudança que parece ínfima aos olhos do público é a troca da preposição contida no título. O Domingão não é mais “de” alguém, mas sim “com”, assim como o Caldeirão, que agora não é mais “do” Huck nem será “do” Mion, e sim “com” Mion.

O recado da direção da emissora é que ninguém mais é dono de qualquer programa, produto que pertence somente à própria empresa, e os profissionais à frente de cada palco são passageiros, com maior ou menor longevidade, mas sem propriedade sobre a marca.

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem