Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Cinema e Séries
Descrição de chapéu Cinema

Hugo Bonemer fará parte do elenco de nova série do Batman no Spotify

História será lançada globalmente em 3 de maio, e conta com nove adaptações

Hugo Bonemer - Dirceu Neto/Spotify
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O ator e dublador Hugo Bonemer, 34, foi confirmado para participar da audiossérie original do Spotify "Batman Despertar", que vai explorar a cidade caótica de Gotham a mente de Bruce Wayne, que será interpretado por Rocco Pitanga.

Bonemer é sobrinho do jornalista William Bonner, 58, e já esteve em produções como as novelas "Alto Astral" (2014-2015, Globo) e "Malhação - Casa Cheia" (2013-2014, Globo). Além disso, ele também estrelou a peça "Ayrton Senna: O Musical" e possui um podcast próprio, intitulado "Chama o Hugo!".

A audiossérie é um suspense psicológico, que apresenta Wayne como um patologista forense, que trabalha no Hospital de Gotham e é encarregado de examinar as vítimas do Ceifador, um assassino em série que ronda a cidade.

A produção será lançada no dia 3 de maio e conta com nove adaptações internacionais da história escrita pelo produtor executivo David S. Goyer. A produção, feita em parceria com a Warner Bros e a DC, será o maior lançamento simultâneo do Spotify até então.

Ao todo, oito versões do roteiro original produzido nos Estados Unidos foram desenvolvidas para países como França, Alemanha, Índia, Indonésia, Itália, Japão e México, além do Brasil. Cada adaptação de "Batman Unburied" apresenta elenco, equipes de produção e roteiros próprios, criando diálogos com o público local.

O desafio é que os roteiros sejam adaptados especificamente para refletir a cultura e a linguagem de cada país, mantendo fidelidade à história principal.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem