Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades

Johnny Depp e Amber Heard: Famosos tomam partido no julgamento

Ator move processo por difamação contra ex-mulher

Johnny Depp e Amber Heard, briga envolve acusações dos dois lados
Johnny Depp e Amber Heard, briga envolve acusações dos dois lados - Reuters/AFP
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A maioria das celebridades está ficando calada no confronto no tribunal entre Johnny Depp e Amber Heard no no julgamento por difamação em andamento, mas alguns poucos escolheram lados e se posicionaram publicamente.

O comediante Chris Rock, 57, falou sobre as as alegações de Depp de que Heard deixou cocô em sua cama durante um show no Reino Unido em sua turnê mundial, em 12 de maio, segundo o site LADBible.

"Acredite em todas as mulheres, acredite em todas as mulheres, exceto Amber Heard", disse. O comediante acrescentou: "O que diabos ela está fazendo? Ela está na cama dele! Ela está bem, mas não está nada bem."

A modelo Ireland Baldwin, 26, filha do ator Alec Baldwin, chamou Heard de "pessoa terrível" no stories do Instagram durante o julgamento, em abril. "A questão é que eu conheço mulheres que são exatamente assim. Elas são manipuladoras e frias e usam sua própria feminilidade para se fazer de vítima e virar o mundo contra o homem."

O comediante Joe Rogan condenou Heard em seu popular podcast, "The Joe Rogan Experience", dizendo que ela é uma "senhora louca" e que suas alegações "não são verdadeiras". "Estou assistindo a este julgamento e, tipo, é um conto de advertência sobre acreditar em besteiras, formando uma narrativa em sua cabeça como 'Somos rebeldes juntos'", disse

O ator Bill Burr admitiu no início de maio que não viu o julgamento de Depp-Heard porque ele é "muito fã de Johnny Depp" para assistir, mas disse que acha que as pessoas deveriam se desculpar com a estrela de "Edward Mãos de Tesoura" se Heard perder.

O apoio de Jennifer Aniston a Depp tem sido mais sutil do que o de outros famosos. De acordo com RadarOnline, a atriz começou a seguir Depp depois que o julgamento já havia começado, e ele supostamente retornou o gesto recentemente.

A atriz Penélope Cruz, 45, e Winona Ryder, 48, escreveram declarações à corte defendendo o ator. Penelope disse que conhece Depp desde os 19 anos e que passou seis meses da sua gravidez ao lado do ator, que foi gentil e a protegeu.

Ex-namorada de Depp, Winona foi uma das primeiras pessoas que saiu em defesa do ator logo que começaram as denúncias contra ele. A atriz disse que ele "nunca foi violento ou abusivo com ninguém", em uma declaração de testemunha para apoiar sua defesa em seu processo de difamação em andamento.

Do lado de Heard, está o humorista e locutor Howard Stern que criticou Depp pelo exagero no julgamento. "A razão pela qual ele queria isso –que fosse televisionado– é porque é isso que os narcisistas fazem", afirmou Stern em seu programa de rádio SiriusXM, em um trecho reproduzido pela Variety. "Eles acham que podem se livrar de qualquer coisa", completou.

Ex-namorada de Depp, a atriz Ellen Barkin, 68, vai testemunhar em nome de Heard porque ela alegou anteriormente que o ator era abusivo com ela quando namoraram. Ela disse que uma vez Depp jogou uma garrafa de vinho em um quarto de hotel uma vez porque ficou com ciúmes e raiva. Ele alegou que sua ex guardava rancor e suas alegações eram "inverídicas".

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem