Celebridades

Carolina Dieckmann diz que não participaria do Show dos Famosos: 'É incrível, mas não me vejo'

Atriz se arrisca como cantora no musical 'Karolkê'

Feyjão e Carolina Dieckmann no espetáculo 'Karolkê'
Feyjão e Carolina Dieckmann no espetáculo 'Karolkê' - Daniel Delmiro/AgNews
Karina Matias
São Paulo

Apesar de se arriscar como cantora no musical "Karolkê", Carolina Dieckmann, 40, afirma que não participaria do Show dos Famosos, quadro do Domingão do Faustão (Globo) em que celebridades imitam grandes nomes da música brasileira e internacional. "Fico boba de ver [as apresentações], acho incrível o que eles fazem, mas não me vejo [no programa]."

A atriz, conhecida por papéis marcantes em novelas como a Camila, de "Laços de Família" (Globo, 2000-2001), e a vilã Leona, de "Cobras & Lagartos" (2006), decidiu se aventurar no mundo da música, mas faz questão de dizer que não está se lançando como cantora nem pretende gravar álbuns. "[O espetáculo] É muito mais parecido, sim, com um show do que com uma peça de teatro, mas eu me sinto uma atriz cantando."  

Ao lado do músico Feyjão, em "Karolkê", ela canta sucessos como "É Tão Lindo " (Roberto Carlos), "Vamos Fugir" (Gilberto Gil/Liminha), "É o Amor" (Zezé di Camargo/Luciano), "Fogo e Paixão" (Rose Marie/Wando), e "Eu Amo Você" (Cassiano/Silvio Rochael).

O musical estreou no dia 1º de agosto em Campinas (SP), e deve viajar pelo país. “É para ser um encontro feliz, onde vamos cantar músicas que fazem parte de nossas vidas. Tivemos a preocupação de montar um repertório com canções marcantes, que todos possam cantar. O show reflete um pouco sobre os últimos 30 anos da nossa cultura, com músicas que façam de nós e o público um coro só", diz a atriz.

Carolina também toca instrumentos como surdo, escaleta, guitarra e ukulelê. "Cantar e tocar ao mesmo tempo é um grande desafio, mas estou feliz de mostrar minhas paixões, fazer coisas que tenho vontade e ter coragem de fazer e ser feliz”, afirma.

A atriz comenta sobre o apoio que recebeu dos amigos para fazer o espetáculo, como a cantora Preta Gil, uma de suas melhores amigas. "E, coincidentemente, ela [Preta] está fazendo um espetáculo agora que é mais peça do que show. Acho super simbólico nós duas nesse momento estarmos em espetáculos em que nossas artes se misturam. Ela está atuando e cantando, e eu estou cantando e atuando."

Na última quinta (8), Preta Gil estreou a peça "Mais Preta que Nunca!", em que conta histórias e memórias suas e chama o público para dividir o microfone com ela em algumas canções. A direção é do ator Otávio Muller, ex-marido de Preta e pai de seu filho, Francisco Gil –responsável pela direção musical. A estreia do espetáculo aconteceu no dia em que a cantora completou 45 anos.

SHOW DOS FAMOSOS

Grande sucesso no Domingão do Faustão, a terceira edição do Show dos Famosos terminou no dia 14 de julho, com vitória dos cantores Di Ferrero e Ludmilla. Foi a primeira vez que teve um empate na final da competição musical. 

Ele interpretou a música "Livin’ On A Prayer", de Bon Jovi, e ela "Love On Top", de BeyoncéDiogo Nogueira, Hugo Bonemer e Solange Almeida também disputaram a final.

Além de cantarem as músicas, a disputa envolve também toda uma caracterização para que os artistas fiquem parecidos com os músicos que homenageiam. Na primeira temporada do quadro, em 2017, o campeão foi o ator Ícaro Silva. Na segunda, no ano passado, foi o cantor Mumuzinho.  

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias