Celebridades

Sandy desmente boato de que apoia candidatura de Bolsonaro

Assessoria de imprensa da cantora afirmou que se trata de fake news

Sandy, Universal e Youtube convidam para coletiva de lançamento do projeto NÓSVOZELES
Sandy, Universal e Youtube convidam para coletiva de lançamento do projeto NÓSVOZELES - Francisco Cepeda/AgNews
São Paulo

A cantora Sandy desmentiu neste domingo (23) informação que circula nas redes sociais de que ela declarou apoio ao candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL).

Em nota, a assessoria de imprensa da cantora afirma que se trata de fake news e que ela não fez qualquer declaração de teor político.

Circula nas redes sociais uma foto de Sandy acompanhada da frase: "Quem me conhece e acompanha minha vida e minha carreira desde criança, sabe perfeitamente o porquê de eu concordar com os valores defendidos pelo Bolsonaro".

A imagem falsa informa que Sandy teria dado a declaração durante um show no dia 18 de agosto deste ano, em Curitiba (PR).

A assessoria de imprensa negou a frase e explicou que a cantora ainda não fez show em Curitiba. "Trata-se de fake news. Não fizemos show em Curitiba neste ano ainda. Tampouco a artista fez algum tipo de declaração com teor político", afirmou Rogéria Takata, assessora de imprensa da cantora.

Sandy tem um show marcado em Curitiba apenas no dia 28 de setembro.

Também circula uma imagem do ex-jogador e técnico de futebol Rogério Ceni declarando voto a Jair Bolsonaro em suposta entrevista ao Esporte Interativo em abril de 2018. "Nunca me manifestei sobre política. Mas pessoas próximas sabem como é meu posicionamento. Nunca gostei das ideias da esquerda e do seu anarquismo. Sempre preguei a ordem e a disciplina. E no momento político atual só vejo um nome que segue essa cartilha. Esse nome é Jair Bolsonaro e vou votar nele", teria afirmado o técnico.

Em nota, a assessoria de imprensa de Ceni negou a declaração.

Nas redes sociais e aplicativos de mensagens também circulam imagens semelhantes de outras celebridades declarando apoio e voto a Bolsonaro, como o ex-treinador Zagallo, o ex-tenista Guga Kuerten e o apresentador e empresário Silvio Santos, dono do SBT. Procurados pela reportagem, eles não se manifestaram até a publicação deste texto.​

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias