Celebridades

Em meio a disputa por herança, Otaviano Costa defende Flávia Alessandra e chora

Patrimônio do ator Marcos Paulo, morto em 2012, é motivo de briga entre filhas e Antônia Fontenelle

O apresentador Otaviano Costa na Rádio Globo
O apresentador Otaviano Costa estreou um novo programa na Rádio Globo - Marcus Leoni/Folhapress

São Paulo

Em meio à disputa pela herança do ator Marcos Paulo, morto em 2012, o apresentador Otaviano Costa saiu em defesa da mulher, a atriz Flávia Alessandra, durante seu programa matinal na Rádio Globo desta sexta (8), um dia depois do aniversário da amada, e se emocionou durante o discurso.

"Eu venho acompanhando tantas maldades para cima da minha esposa, e sem ela merecer, sem ela ter feito nada a não ser representado a sua filha em uma situação que a gente não gostaria de estar, eu não gostaria de estar vivendo", disse. 

"E como um pai protetor que sou, um marido protetor que sou, nada posso fazer, pois eu não tenho direito a fazer nada. Eu fico vendo tanta gente que não sabe de nada, tanta gente que desconhece tudo, e ataca a minha esposa, e fala da minha esposa, como se aquela verdade, aquela justiça que eles veem na internet seja verdadeira." 

"No aniversário dela, só quero que ela tenha muita saúde, muita sorte, muita calma, que ela encontre na família, no amor, nos seus amigos verdadeiros, toda a paz que ela merece", falou. 

A disputa envolve Antônia Fontenelle, que ficou com Marcos Paulo de 2006 até a sua morte, e as três filhas do ator —uma delas, Giulia, fruto do relacionamento com Flávia Alessandra. 

Na última segunda (4), Fontenelle disse ter sido excluída da herança, estimada em R$ 30 milhões . A decisão foi da ministra do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Maria Isabel Gallotti. O advogado da atriz disse que vai recorrer da decisão, lembrando que a Justiça do Rio já havia reconhecido sua cliente como herdeira. 

Após a decisão, ela publicou um desabafo na internet. 

“Me sinto perseguida por mulheres e é uma sensação tão ruim. Mas eu ainda acredito na justiça, continuo acreditando e agora é minha hora de recorrer. Tenho certeza que nem todos pensam como a senhora, ministra Isabel Gallotti”. 

“Que pena porque independente do que a senhora leu naquela pilha de documento, a senhora sabe muito bem que eu era esposa de Marcos Paulo, a senhora sabe. Então, como mulher, isso é inadmissível, essa sua decisão. Até mesmo porque existe um Código Civil, uma lei que diz que a esposa tem direito a 50%”, conclui. 

A atriz Flávia Alessandra rebateu as críticas em um comunicado. 

“Já faz cinco anos que temos nossas vidas expostas sem que possamos fazer nada sobre isso. Isso sim é um sofrimento muito grande pra mim e principalmente para minha filha, que sente saudades do pai e muitas vezes tem que dividir as boas lembranças e o amor incondicional, com essa superexposição baixa e covarde”, disse.

A atriz global também ameaçou tomar medidas legais para que seu nome não seja mais usado “para reverberar calúnias e difamações”. “Chega! Nem parte desse processo eu faço, aliás nunca fiz, apenas fui obrigada por lei a representar uma menor de idade”, afirma a atriz, que é mãe de Giulia, também filha de Marcos Paulo. 

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem