Celebridades

Apresentadora do Bom Dia Brasil toca piano como terapia e diz que aceitaria fazer concerto

Saiba o que Gugu Liberato, Junno e Patrícia Elizardo fazem além da profissão

Ana Paula Araújo, apresentadora do 'Bom dia Brasil', toca piano clássico - Camilla Maia/Agência O Globo

Descrição de chapéu Agora
Lara Pires
São Paulo

Ter uma atividade —seja ela ligada à arte, ao esporte ou a trabalhos manuais —além da profissão e dos compromissos da rotina ajuda a aliviar o estresse, segundo especialistas. Com isso em mente, muitos famosos se dedicam a hobbies que, na maior parte das vezes, nada têm a ver como trabalho que realizam
no dia a dia.

"Se essa atividade extra gera algum prazer, pode ajudar quem a pratica a se desligar um pouco das questões profissionais. Isso faz com que ela consiga produzir mais e ter mais eficiência ao voltar a executar tarefas diárias", diz Yuri Busin, psicólogo.

A apresentadora do "Bom Dia Brasil" (Globo), Ana Paula Araújo, além de ser jornalista, toca piano desde os 10 anos. Ela fez aula particular e estudou no conservatório estadual. "A música me ajuda a mudar o foco", conta ela. "Nas fases em que estou estudando uma música nova, funciona como uma terapia. É como se o piano virasse uma chave na minha cabeça e tudo mudasse, porque tocar exige muita concentração”, diz.

Ana Paula conta que chegou a pensar em fazer faculdade de música, mas afirma que não se via seguindo essa carreira. "Gosto de tocar e estudo, mas não tenho talento para criar novas canções." Atualmente, a jornalista afirma que não tem praticado piano como antes. 

"Hoje estou um pouco sem tempo de me dedicar. Mas ainda toco para brincar, as pessoas me pedem. Se pintar algum concerto e me convidarem, eu toco. Vou para me divertir", afirma ela. 

A jornalista fica satisfeita ao ver que sua filha, Melissa, 12 anos, também está envolvida com música e estuda para tocar contrabaixo. "Estou feliz pois agora ela tem essa relação com a música. Quem sabe um dia tocaremos juntas?"

JUNNO ANDRADE 

No papel de Arthur Pestana na novela "Apocalipse" (Record), Junno Andrade também compõe e toca violão, além de ser vocalista na banda Filhos de Ninguém. "A música é a minha válvula de escape. Preciso subir no palco para cantar e costumo dizer que ele é a minha fonte da juventude. Rejuvenesço cada vez que estou ali", conta Andrade. 

"Canto desde que tinha nove anos e já compus canções que ficaram famosas nas vozes de Wanessa Camargo e Fábio Junior, por exemplo", cita ele. O ator se apresenta com a banda em diversos shows, atividade que reconhece como sua segunda profissão.

"Claro que, como estou na novela, a música acaba ficando em segundo plano. Afinal, assumi o compromisso de ter que estar nos estúdios para gravar", afirma ele. "Mas a dramaturgia e a música são duas paixões na minha vida." 

GUGU LIBERATO 

Já o apresentador da Record Gugu Liberato tem o costume de fazer quadros com rolhas de vinho, que compra pela internet. "Em 2016, eu vi um quadro do artista americano Scott Gundersenem um navio, e ele usava essa técnica", conta Gugu. "Tentei entrar em contato com ele, mas não consegui. Então, desenvolvi minha maneira de fazer os quadros, usando milhares de pregos que fixa mas rolhas na tela de madeira." 

O hobby ajuda o apresentador a se distrair, e ele afirma que não vê o tempo passar quando está fazendo seus quadros. "Chego a ficar horas e horas montando as imagens, o dia passa e nem percebo. Essa é uma tarefa que me ajuda a desestressar", afirma Gugu. 

Para o psicólogo Yuri Busin, identificar e executar uma atividade prazerosa ajuda o sistema nervoso central a funcionar melhor: "O nosso cérebro, às vezes, chega a um ponto de exaustão e precisa ser 'desligado' para poder relaxar e descontrair. Então, ter um hobby ajuda muito nesse processo".

Ele completa: "A função dessas atividades é ser uma válvula de escape. Uma pessoa pode ter vários interesses na vida e se dedicar a várias atividades além do emprego que ela executa para sobreviver".

ZÉ DA PAZ 

Integrante do conjunto Sambô, o cantor e pandeirista Zé da Paz gosta de lidar com a madeira desde criança. Essa paixão ficou séria e hoje ele tem uma marcenaria, onde produz os móveis que depois vende.

"Desde pequeno, eu pegava caixotes de frutas e tentava transformá-los em pequenos móveis. Já trabalhei
em marcenarias e sempre fui fascinado por madeira. Tenho muito prazer em fazer cada móvel, e vê-lo finalizado é muito bacana." 

Para o preparador de elenco Christian Duvoort, um artista que mantém outra atividade só tem benefícios e se torna um profissional mais completo. "Os atores, por exemplo, nunca sabem o que vem pela frente e qual personagem terão que encenar. Se for um filme de época, provavelmente será preciso aprender a andar a cavalo", exemplifica ele.

"Por isso, quanto mais vivência além do trabalho, melhor. A bagagem de vida é muito importante", afirma. Ele diz que se uma atriz fez dança, por exemplo, ela terá uma postura e uma expressão corporal completamente diferentes de outra que não fez, o que fará dela uma profissional mais bem preparada.

 

PATRÍCIA ELIZARDO

E foi justamente como bailarina que Patrícia Elizardo, hoje atriz, pisou em um palco pela primeira vez. Fascinada por balé clássico, Patrícia dedicava-se à dança durante a adolescência. "Fiz balé dos 10 aos 18 anos, era a minha paixão. Eu tinha o sonho de ser bailarina quando era criança", conta.

Ela diz que, no entanto, não tinha o mesmo alongamento que as outras dançarinas, o que fez com que ela precisasse se dedicar muito mais. Aos 16 anos, Patrícia foi fazer um teste para a Escola Estadual de Dança Maria Olenewa, mas não passou.

"Fui reprovada depois de emagrecer sete quilos e de me dedicar com todas as forças." Ela decidiu, então, fazer da dança um hobby e procurar outra profissão. "Não ter passado no teste me fez entender que eu não seria feliz ali. Eram muitos sacrifícios, dores no corpo e uma disciplina militar", afirma.

"Mas também percebi que não poderia ficar longe do palco, então fui fazer teatro." Com as gravações da novela das nove "O Outro Lado do Paraíso" (Globo), em que interpreta Tônia, a atriz afirma que está sem tempo para praticar balé. Mas confirma que os anos de dança a ajudam na construção de seus personagens. "O corpo é sempre o lugar para onde me volto quando vou começar um novo papel. E a dança é fundamental." 

CONRADO & ALEKSANDRO 

Conrado, cantor da dupla sertaneja Conrado & Aleksandro, é peão nas horas vagas e adora laçar bois. "Sou do Mato Grosso do Sul. Cresci em fazenda, vivendo em contato com os animais. Laçar gado é uma atividade importante nesse ambiente, geralmente utilizada quando é precisomedicar o animal", conta ele.

"Faço isso desde os meus dez anos, gosto muito e é o meu hobby." O cantor afirma que a ligação constante com a fazenda o inspira na hora de cantar o repertório da dupla. "Por mais que nossas músicas não falem propriamente da vida rural, esse contato nos faz resgatar a essência do nosso estilo musical, que vem dali. Ele nos ajuda a ser o que somos."

ROTA DE FUGA

O psicólogo Yuri Busin alerta para o risco de deixar que o hobby atrapalhe as funções cotidianas. "É fundamental não deixar de cumprir as funções obrigatórias. Se essa atividade externa se torna uma rota de fuga para não realizar o que deveria, isso vai causar prejuízos." O especialista afirma ainda que, se o hobby atrapalhar as tarefas do dia a dia, isso pode ser um sinal de descontentamento com a profissão.

"Quando o lazer atrapalha o trabalho, é chegado o momento de reavaliar a carreira. Essa reflexão é fundamental. Muitas pessoas são infelizes em seus empregos, mas não fazem nada para modificar isso. Minha orientação é que a pessoa faça uma lista de seus objetivos." 

Uma das dificuldades para quem se encontra nessa situação, segundo o psicólogo, é achar que o mundo externo resolverá o problema. "A vida não vai solucionar sua crise, a mudança tem que partir de você. Por isso, é importante que as pessoas estejam sempre inventando coisas novas e descobrindo do que gostam ou não. Assim, podem experimentar e testar seus gostos." 

O especialista afirma que não vê problema em mudar de profissão. “Algumas vezes, a pessoa percebe que o hobby pode ser rentável, e não há impedimento em trocar de carreira e se dedicar àquilo que, até então, era apenas uma atividade de lazer", explica o psicólogo.

"Só que, se essa habilidade vai deixar de ser um hobby para virar uma fonte de renda, é importante que a pessoa identifique outra atividade de lazer que possa entretê-la, para que possa se tornar seu novo divertimento e aliviar as pressões da nova profissão."

A apresentadora Ana Paula Araújo concorda. "Um hobby ajuda a ampliar o olhar sobre a vida. Você não precisa ser perfeito naquilo, basta se divertir com o que está fazendo”, aconselha. "Quando se trata do seu trabalho, aí sim, é muito importante que você se saia bem no papel que desempenha. Para mim, por exemplo, eu sei que a minha real vocação é o jornalismo, é o que amo fazer e onde me encontro como profissional", finaliza Ana Paula.

OUTROS ARTISTAS 

Fátima Bernardes - A apresentadora do programa matinal Encontro com Fátima Bernardes (Globo) adora dançar e faz aulas de jazz no Rio de Janeiro

Thiago Mendonça - O ator aproveita as horas vagas para se dedicar às artes plásticas e cria quadros
com mosaicos feitos de papelão. A imagem de são Jorge feita por ele fica
no espaço Satyros, em São Paulo

Nathalia Dill - A atriz postou recentemente na internet um vídeo no qual aparece tocando uquelele, instrumento musical havaiano. Nathalia mostrou desenvoltura e talento para a música

Thiago Mendonça - O ator aproveita as horas vagas para se dedicar às artes plásticas e cria quadros com mosaicos feitos de papelão. A imagem de são Jorge feita por ele fica no espaço Satyros, em São Paulo

Susan Sarandon - A famosa atriz norte-americana tem paixão por tênis de mesa e pratica o esporte há anos. Em 2009, a atriz abriu um bar e restaurante com 17 mesas para outros aficionados pelo esporte poderem se divertir

Harrison Ford - O ator tem licença para pilotar avião e helicóptero

Bob Dylan - O cantor norte-americano faz quadros e esculturas de ferro com peças de sucata. Em 2013, o artista montou uma exposição com suas obras

Agora
Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem