Publicidade
  • Adrilles
    • Adrilles
    • eliminado
  • Aline
    • Aline
    • eliminado
  • Amanda
    • Amanda
    • eliminado
  • Angélica
    • Angélica
    • eliminado
  • Cézar
    • Cézar
    • participante
  • Douglas
    • Douglas
    • eliminado
  • Fernando
    • Fernando
    • eliminado
  • Francieli
    • Francieli
    • eliminado
  • Julia
    • Julia
    • eliminado
  • Luan
    • Luan
    • eliminado
  • Marco
    • Marco
    • eliminado
  • Mariza
    • Mariza
    • eliminado
  • Rafael
    • Rafael
    • eliminado
  • Talita
    • Talita
    • eliminado
  • Tamires
    • Tamires
    • eliminado

Amanda e Cézar são a disputa entre a mentira e a honestidade do 'BBB15'

25/03/2015 - 14h00

Publicidade

Restaram dois políticos, uma mulher anulada, um galã queimado e muito constrangimento na equação matemática do "BBB15". Mas sua ciência não é exata, falta um protagonista.

Com poucas chances reais de vencer o programa por conta da alta rejeição, Fernando quase chegou lá. Desejado no início pelo público feminino, dominante da audiência e das votações, terminou odiado por seu eleitorado traído ao trocar Aline por Amanda. Em um jogo de relacionamento, Fernando teve papel de destaque, mas como antagonista.

TOP 5 - Paredão de Cézar e Mariza não foi o mais acirrado do 'BBB'; relembre disputas apertadas
Restam quatro, quem deve ser o grande vencedor do "BBB15"? Vote

Ao optar seguidamente pelo jogo de casal e investir em Amanda, mesmo tendo prometido casamento a Aline, Fernando parece ter se esquecido do prêmio principal e do mundo fora do reality e este foi seu erro. Tentou manipular as audiências para que acreditassem que foi seduzido e entregou-se a Amanda com vaidade e autoconfiança, mas sem sinceridade.

Para justificar a canalhice, Fernando transformou-a em objeto para alívio das tensões sexuais, em troca da proteção da torcida dela e de meia dúzia de beijos escondidos, uma sucessão de táticas equivocadas. Deixa a impressão que, ganhando a disputa, Fernando fica com Aline e R$ 1,5 milhão, mas Amanda vencendo fica com ela para usufruir de suas benesses.

Ao dissimularem sua relação dos outros confinados, Fernando e Amanda não só desprezam a inteligência deles, mas deixam de assumir a responsabilidade por aquilo que fazem, revelando um caráter duvidoso. Nada justifica uma mentira, seja qual for a sua intenção, muito menos se mente na frente de um país inteiro para sair impune.

A função da mentira neste caso, para Fernando, não foi apenas de revelar sua covardia, egoísmo e narcisismo, mas desconstruir a relação com Amanda, diminuindo sua importância e, portanto, sua culpa. Ele deve pagar por isso sozinho, pois existe um julgamento moral o aguardando fora do "BBB". Até que aconteça, passará a maior parte do tempo dormindo, também um mecanismo de defesa.

Já Amanda parece não se preocupar, pois aniquilou sua presa e agora a devora viva e lentamente. É carismática, mas ao pactuar em ser usada como objeto, atua no papel de humilhada, como se não lhe restasse outra escolha, mas há. Começou o programa insegura, mentindo sobre uma relação que ainda nem existia com Fernando. Ao transformar essa mentira numa relação quase real teve uma recompensa, portanto mesmo que não ganhe o programa, o que é pouco provável, já teria seu prêmio.

Líder absoluta nas enquetes para vencer (nesta quarta (25), na enquete do "F5", ela aprece em quarto lugar), há quem associe o favoritismo de Amanda à influência do que restou da torcida do casal lésbico do "BBB14" que a apoia. Outros defendem que foi protegida na edição pelo diretor geral da atração, Rodrigo Dourado, com quem admitiu um relacionamento íntimo antes do programa. Há quem aposte na herança deixada por Tamires.

A popularidade de Amanda certamente ajudou a eliminar Mariza, mas ainda restam as pedras de Adrilles e Cézar em seu sapato, sendo o segundo certamente o adversário mais difícil. Ao apropriar-se de características de vencedores de edições anteriores, Cézar vende um personagem honesto com o selo de qualidade "inocente e sincero", que atrai torcedores radicais fanáticos, fundamentais para angariar votos em mutirões madrugadas adentro. Adrilles não tem essa vantagem, seus fãs são moderados.

Com a tática de se esconder na academia o tempo todo para se proteger dos conflitos centrais do jogo, o paranaense contribuiu pouquíssimo para a narrativa do programa com seu personagem digno de "Zorra Total". Mas teve um único ponto alto no papel de confidente de Mariza contra Fernando, ousadia que faltou a Adrilles.

O poeta se mete em tudo, mas não se compromete em nada. Junto a Mariza, ajudou a desvendar a mentira do casal Amanda e Fernando, mas preferiu se isentar do confronto com eles, porque não quer correr o risco de desagradar o público do casal, que desconhece mas talvez acredite ser forte.

Na ânsia de defender Fernando para tentar se garantir com todo mundo, Adrilles construiu um papel de bom político mas de fraco jogador. A saída de seu espelho, Mariza, pode desorganizá-lo ou quem sabe impulsioná-lo a mudar de tática e partir para o ataque, já que é único pró-ativo dentre os quatro finalistas. Resta uma esperança.

Ao buscar a lucidez, Adrilles se diferencia dos adversários e pode crescer na reta final do jogo, já que também herda a torcida de Mariza. Enquanto isso, Amanda, Fernando e Cézar seguem acomodados na ilusão de que o milhão já está plantado, resta apenas dormir e malhar, respectivamente, até sua colheita.

Marcelo Arantes

Marcelo Arantes é médico psiquiatra e psicoterapeuta, atende adultos e crianças em São Paulo e interage com os leitores por meio do site "www.marceloarantes.com"

  • Últimas notícias 
  •  

Publicidade

Publicidade

gostou? leia também

  •  

Publicidade

Siga agora o F5 no Twitter

Livraria da Folha