Marcelo Arantes

'BBB18' vira jogo de duplas, e família Lima se mantém protagonista

Caruso, Diego ou Lucas, quem deve ser eliminado nesta terça (27)
Caruso, Diego ou Lucas, quem deve ser eliminado nesta terça (27) - Divulgação

Ayrton e Clara estão no "BBB" personificados em um personagem: a família Lima, mas são julgados individualmente. A escolha da direção em deixar pai e filha no início do programa foi muito acertada, já que tem permitido a discussão de temas interessantes, e tornou a dupla protagonista do reality. 

Ayrton foi duramente rejeitado pelo público à época, e se o telespectador não conseguiu entender como ele fora aprovado em votação para ficar, hoje é fácil saber o porquê. A direção teve uma semana para identificar, dentre as relações familiares possíveis, a de maior potencial turbulento. E tem rendido bastante.


Jéssica passa mal e defeca no chão 
Lucas, Caruso e Diego estão no paredão; vote na enquete
'BBB 18' completa um mês de confinamento: relembre que já aconteceu
'Festa funk' rendeu de selinho entre Kaysar e Patrícia até beijo triplo

No início foi a questão da suposta pedofilia, pelo tipo de contato íntimo pouco comum entre um pai e uma filha brasileiros: selinhos demorados e corpos deitados um sobre outro. A reverberação do assunto das redes sociais e a prévia condenação moral do que se via levou ao direcionamento das ações de Ayrton pela emissora e, desde então, ele passou a assumir a função de pai zelador.

Ayrton parece acreditar que a educação que deu à filha de 20 anos não a preparou para a exposição em um reality show. Mas de fato quem está preparado? Ele próprio não está e seu despreparo está na incapacidade de compreender a diferença entre ser um pai autoritário e educador.

Ana Clara se destaca positivamente no jogo por ser independente e fazer uma leitura que se aproxima dos interesses da direção. Também consegue se envolver com a maior parte das narrativas que se estabelece entre os adversários, e como jogadora acerta nas indicações ao paredão.

Ayrton se destaca negativamente no jogo por reprimir a filha e não conseguir se integrar com os demais participantes. Polo negativo e positivo permanecem atraídos na física e no "BBB". Unida ao pai no jogo por laços que não consegue dissociar, Ana Clara é diretamente responsável pela protagonismo dos dois. Cabe a ela a árdua tarefa de tornar o pai aceitável na casa, e para o público.

Enquanto isso, a edição do "BBB 18" vai definir ao público quem considera o pior para o jogo, dentre os três emparedados rejeitados para esta terça (27). Na problemática da rejeição, uma equação envolvendo três nomes com alto potencial de votos de eliminação divide o ódio do público, e serão cartuchos gastos antes do esperado. 

Diego lidera os rejeitados com pequena margem de votos nas pesquisas até aqui, mas o "BBB" perderá bastante com sua eliminação, já que é o melhor estrategista entre os concorrentes e articula votos sem o menor pudor. 

A produção lhe deu pontos a mais na última prova do líder tentando segurá-lo no jogo (e garantir o entretenimento das audiências), e a atitude pareceu um ato falho. Na internet chegaram a especular que forjaram mais pontos para os participantes ao seu lado também para camuflarem, mas o público não perdoa quem ele odeia. Identificaram a suposta fraude, a prova foi revista e Diego perdeu a liderança para Ana Clara, que terminou indicando o adversário habilidoso ao paredão. 

Lucas, perdido em um personagem político bom-moço pouco consistente, continua em segundo lugar na pesquisa entre os três rejeitados, e só depois deles vem Caruso, o marrento que pode assumir a liderança do grupo de Diego, caso esse deixe o programa, e polarizar abertamente contra Mahmud.

À exceção de Viegas, personagem planta que joga sozinho, o "BBB 18" parece ter-se tornado um jogo de duplas. Juntos como técnica de sobrevivência unem-se à dupla Ayrton e Ana Clara, os casais Paula e Breno, Jessica e Lucas, Wagner e Gleici, e agora Kayser e Patrícia. 

Ayrton já declarou que embora joguem em parceria, considera sua filha sua maior adversária no jogo. Porém, ele está enganado. Para qualquer um que entre no "BBB", seu maior adversário será sempre si mesmo. 

Além de sorte, vence quem for capaz de dominar seus piores instintos e conviver com o inimigo. Em sua trajetória, Ayrton precisa, portanto, aprender a conviver primeiramente consigo mesmo.


Marcelo Arantes

Marcelo de Oliveira Arantes (@dr_marcelo_) é psiquiatra, mora em São Paulo e comenta o "BBB" há dez anos, desde que participou do "Big Brother Brasil 8". É autor de “A Antietiqueta dos Novos Famosos”.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem