Viva Bem

BBB 21: Falhas no cabelo de Lucas podem ser alopecia, dizem especialistas

Dermatologistas analisaram as imagens do participante do reality

Karol Conká e Lucas Penteado se abraçam
Karol Conká e Lucas Penteado se abraçam - Globo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Martha Alves
São Paulo

Médicos especialistas em tratamento capilar avaliam que as falhas no cabelo do ator Lucas Penteado, 20, participante do BBB 21, podem ser alopecia areata. Eles não podem determinar um diagnóstico assertivo com base apenas nas imagens sem fazer uma avaliação clínica, verificar histórico do paciente e exames. A família de Lucas foi procurada pela reportagem, mas não quis se manifestar.

As falhas no cabelo do participante do reality foram tema de publicações de internautas nas redes sociais. Muitos publicaram que Lucas tem alopecia e que se sentiram representados por terem o mesmo problema. Também escreveram que a condição pode se agravar com o estresse que Lucas tem passado na casa, devido às brigas na casa do BBB 21.

Uma internauta escreveu: "Tudo que esse menino está passando lá dentro daqui a pouco está completamente careca". Outra questionou: "Alguém além de mim notou que a alopecia de Lucas está aumentando?". Na manhã deste domingo (7), Lucas Penteado deixou o confinamento da Globo. A equipe do ator se pronunciou pela primeira vez sobre a saída dele do BBB 21. "É com muita tristeza que confirmamos a saída do Lucas do reality BBB", diz comunicado publicado nas redes sociais .

Alopecia é um termo geral que abrange todas as quedas de cabelo, que podem acometer homens e mulheres de todas as idades. Segundo a SBDCC ( Sociedade Brasileira de Dermatologia Clínico Cirúrgica), 80% dos homens com até 70 anos vão apresentar algum grau de queda de cabelo ao longo da vida. Entre as mulheres, 40% podem ser atingidas por esse problema em algum momento.

Ao analisar as imagens de Lucas, o dermatologista especialista em cabelos, Diorivano Custódio Junior, levanta a hipótese de o ator ter alopecia areata, uma doença inflamatória do couro cabeludo. O médico explica que, neste caso, o organismo começa a enxergar o cabelo como algo estranho e cria células autoimunes que causam a queda. "[O estresse] pode ser um gatilho para a doença aparecer, esse estresse da vida em reality", afirma.

O cirurgião capilar Thiago Bianco, pioneiro na técnica de transplante capilar FUE (Follicular Unit Excision), diz que a alopecia areata pode acometer pessoas que passaram por problemas emocionais intensos, como grandes perdas ou términos de relacionamentos. Segundo ele, é uma doença que não tem cura, mas que, quando bem tratada, pode apresentar uma ótima remissão.

"Nas áreas que apresentam falhas, se forem tratadas com uso de corticoides, voltarão a nascer os fios naquela região, porém, a pessoa não fica livre da doença. Toda vez que houver um novo processo acentuado de estresse a alopecia areata voltará a se manifestar", explica.

O cirurgião capilar afirma, ainda, que a alopecia areata é uma das poucas contraindicações do transplante capilar, porque não é possível saber qual parte do couro cabeludo ela vai atingir. Diz que a alopecia areata pode comprometer a área doadora porque o paciente pode não saber que tem a doença. "Após realizar o transplante, se ele sofrer intenso estresse, a areata irá ocasionar queda dos fios transplantados."

A alopecia não tem prevenção, e o ideal é procurar um dermatologista assim que identificar qualquer sinal de queda de cabelo. O profissional poderá identificar as causas do problema e, assim, dar início ao tratamento. Segundo o dermatologista Custódio Junior, os pacientes costumam demorar para procurar um especialista e tentam resolver o problema com vitaminas, mas o ideal é iniciar o tratamento o quanto antes.


Tipos de alopecia

Androgenética É uma forma de queda de cabelos geneticamente determinada e relativamente frequente na população.

Areata Doença inflamatória do couro cabeludo que começa a enxergar o cabelo como algo estranho e cria células autoimunes que causam a queda.

Areata total - É um dos quadros mais agressivo de alopecia que provoca a queda todos os fios do cabelo.

Areata universal - Provoca a queda de todos os pelos do corpo.

Sintomas

O principal sintoma é a queda de cabelo que varia de acordo com o tipo de alopecia.

Tratamento

O tratamento pode ser feito com antibióticos, corticoides, anti-inflamatórios. Depois da queda dos fios, apenas a cirurgia reducional.

Prevenção

Não tem prevenção, o ideal é procurar um dermatologista especialista em cabelo quando iniciar a queda.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem