BBB20

BBB 20: Pyong Lee é eliminado em disputa apertada com Babu

Hipnólogo havia pedido para ir com o ator para paredão

Pyong Lee no BBB 20
Pyong Lee no BBB 20 - Divulgação
São Paulo

O hipnólogo Pyong Lee foi eliminado do BBB 20 com 51,7% dos votos. Ele perdeu a disputa com o ator Babu Santana, o segundo mais votado com 47,71%, e com a influenciadora Rafa, que teve apenas 0,59% dos votos para sair.

Foram mais de 385 milhões de votos. O resultado já era esperado por quem votou na enquete do F5.

Sem plateia, ele saiu e conversou com Tiago Leifert. Ele explicou porque quis ir ao paredão. “Eu segui o que eu acreditava e sabia que tinha gente lá dentro que tinha risco. Eu estava confiante. Fiz a minha jogada.”

Antes do resultado, em conversa na sala, Marcela disse que uma possível saída do coreano bagunçaria tanto o jogo quanto o sentimento deles no confinamento. E que todos ficariam loucos.

Antes do início da formação do paredão, Tiago Leifert contou aos participantes que o primeiro e o penúltimo a serem eliminados da prova do líder desta semana —Babu e Rafa, respectivamente— estavam no paredão, mas poderiam se livrar da berlinda se vencessem a prova bate e volta que seria disputada com a pessoa mais votada pela casa.

A mais votada da casa foi Flayslane, mas ela se sagrou campeã na prova Bate e Volta.

Voltando à dinâmica normal do jogo, os anjos da semana, Ivy e Daniel, optaram por imunizar Gizelly. Felipe Prior colocou Pyong no paredão.

CORONAVÍRUS

Na noite da última segunda-feira (16), os brothers do Big Brother Brasil 20, que estão confinados dentro de uma casa, foram informados sobre a pandemia de coronavírus que avança no Brasil e no mundo.

Depois de conversarem muito sobre o tema e se emocionarem, na manhã desta terça-feira (17) todos eles usaram o momento do Raio-X para pedir que os familiares e espectadores se atentassem às recomendações de controle do coronavírus, reforçando a necessidade de lavar as mãos com frequência e, sempre que possível, permanecer em casa.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem