BBB20

BBB 20: Pyong Lee emociona ao falar sobre abandono da mãe e conquista público com dança

Com mais de seis milhões de seguidores, hipnólogo é um dos participantes do reality

Pyong Lee é um dos brothers do BBB20
Pyong Lee é um dos brothers do BBB20 - Victor Pollak/TV Globo
São Paulo

youtuber e hipnólogo Pyong Lee, 27, chamou a atenção no primeiro dia de Big Brother Brasil 20, na noite desta terça-feira (21), ao revelar que foi abandonado pela mãe quando ainda era criança. Ele contou que ouviu uma discussão entre os seus pais e que lembra da imagem da mãe saindo da casa. Ela nunca mais voltou. 

Pouco tempo depois, quando Rafa Kalimann começou a dar uma aula de dança de quadradinho para os brothers do grupo Camarote, ele virou assunto nas redes sociais ao mostrar o seu rebolado. 

Pyong Lee conta com mais de seis milhões de seguidores em seu canal no YouTube, o maior do mundo sobre hipnose. Em 2018, esteve na lista da Forbes Under 30, que destaca jovens talentos em diferentes categorias. “As pessoas acham que vão olhar para mim e desmaiar! Hipnose não é um poder, não tem nada a ver com misticismo. É uma técnica”, diz.

Relembre participantes que posaram nus após deixar o programa

Foi-se o tempo em que uma das principais fontes de renda extra dos participantes do Big Brother Brasil ao deixar a casa era estampar capas de revistas sensuais. Desde 2014, quando a campeã Vanessa Mesquita posou para a Playboy, não houve mais brothers e sisters em publicações nacionais de peso, como a Sexy e a G Magazine.

Da última edição, apenas um participante decidiu exibir o corpo. O vendedor de queijos Maycon Santos, que já sonhou em ser modelo, foi clicado de cueca e toalha por Romulo Alberto em ensaio para a revista americana Brazilian Male Model.

A edição mais vendida entre as Playboys estampadas por quem participou do reality foi a protagonizada por Sabrina Sato (BBB 3), com 604 mil cópias. O segundo lugar ficou com a agora atriz Grazi Massafera (BBB 5), que vendeu 564 mil unidades ao posar para as lentes de Mario Testino na edição especial de 30 anos da revista, em 2005. A medalha de bronze foi para Leka (BBB 1), que abriu o caminho para as demais sisters com 390 mil exemplares. 

 
 
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem