Televisão

Zeca Camargo confirma afastamento de diretora do programa de Mariana Godoy na Band

Diretor de produção diz não ter autonomia para decidir data de estreia de novo programa

Mariana Godoy e Zeca Camargo
Mariana Godoy e Zeca Camargo - Kelly Fuzaro/Band
Vitor Moreno
São Paulo

Zeca Camargo, 57, não tem pressa para estrear o novo matinal da Band, que será comandado por Mariana Godoy, 51. Segundo o apresentador e agora diretor de produção da emissora, a ideia é deixar o programa com formato redondinho antes de definir uma data para ele entrar no ar.

"Eu mesmo pedi mais tempo para essa estreia e a Band foi generosa o suficiente para me conceder", afirmou ao F5. "Trabalhamos sem data fixa, mas com o objetivo de fazer um programa que agrade a todos —aí vemos a data de estreia."

Inicialmente, o projeto teve estreia anunciada para o dia 3 de agosto. Alguns dias antes, porém, a emissora divulgou que houve atraso operacional no cronograma de gravações e adiou a estreia. Na ocasião, Camargo afirmou em redes sociais que eles tinham ganho "mais uma semana", dando a entender que a estreia ocorreria no dia 10/8, o que tampouco ocorreu.

Mesmo com os adiamentos e com o afastamento da diretora Renata Mello após rumores de uma discussão entre os dois na semana passada, ele nega que o clima nos bastidores seja tenso.

"Houve uma discussão com a diretora, sim", confirmou. "[Foi] uma questão editorial, coisas normais de uma redação dinâmica. [Mas] já temos um novo diretor, o Rafael Gesullo, que concluiu esse trabalho de união da equipe. [Sinto] um clima ótimo e agora uma equipe unida!"

O ex-Globo afirma também que está contente com o material que já estão produzindo. "Fiquei satisfeito com o piloto que gravamos hoje, falando sobre auto-estima", disse. "E ainda vamos gravar mais —piloto é para isso: para pegar ritmo."

Segundo ele, mesmo estando em um cargo estratégico da estrutura da emissora, a data de estreia não depende apenas dele. "Não tenho a autonomia de decidir essa data de estreia", afirmou.

"Depende de outras aprovações e de outros processos que vão do calendário de promoções até questões comerciais. Isso realmente não está na minha area", explicou. "Televisão é um compromisso muito maior do que um bom produto. Quando tudo estiver alinhado, estreamos." Ele diz ainda que o nome da atração, apesar de já definido em pesquisa com o público, está sendo guardado para a estreia.

A chegada da nova atração na faixa horária da manhã da Band é recheada de polêmicas. Após pouco mais de um ano no ar, o Aqui na Band não conseguiu decolar na audiência —muitas vezes ele não chegava a marcar 1 ponto na Grande São Paulo (cada ponto equivale 74.987 domicílios).

Nos últimos dias, pautas vistas como tendenciosas e a favor do presidente Jair Bolsonaro irritaram a direção da emissora, que resolveu intervir na atração. Também chamou a atenção a demissão inesperada da apresentadora Silvia Poppovic, 65, no fim de abril.

Ela e Lacombe tiveram alguns desentendimentos ao vivo por divergências políticas. Em setembro de 2019 eles chegaram a discutir duas vezes na mesma semana. E, ao comentarem sobre a repercussão da briga, ambos entraram em atrito de novo.

O novo programa terá como principais concorrentes o Encontro com Fátima Bernardes (Globo), que costuma ser líder de audiência com cerca de 7 a 8 pontos de ibope, e o Hoje em Dia (Record), que costuma ficar em torno dos 4 a 5 pontos.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem