Televisão

Em 'Salve-se Quem Puder', Deborah Secco volta à comédia em papel de atriz que testemunha crime

Atriz divide protagonismo com Vitória Strada e Juliana Paiva na nova trama da Globo

Deborah Secco, Juliana Paiva e Vitória Strada
Deborah Secco, Juliana Paiva e Vitória Strada - João Miguel Júnior/Globo
Rio de Janeiro

Será que aquele seu sonho de criança não pode se transformar em algo diferente ao longo da vida? Esse é o principal mote de "Salve-se Quem Puder", próxima novela das sete, que estreia em janeiro de 2020 na Globo. 

Na história escrita por Daniel Ortiz, três mulheres testemunham um assassinato, são obrigadas a fingir que estão mortas e a criar uma nova identidade. Elas são interpretadas por Alexia (Deborah Secco), Luna (Juliana Paiva) e Kyra (Vitória Strada). As três passam por bons momentos em suas vidas, quando são obrigadas a sair de cena.

Alexia é uma atriz em ascensão prestes a viver a melhor fase da carreira. Luna (Juliana Paiva), uma jovem estudante de fisioterapia, que está perto de conquistar o tão sonhado diploma. Já Kyra (Vitória Strada) se prepara para o casamento planejado por anos.

Elas vão ver a morte do juiz Vitorio (Airton Graça) durante viagem a Cancún, no México. Ele investiga uma quadrilha Internacional altamente perigosa, chefiada por Dominique (Guilhermina Guinle). No mesmo momento, a cidade vai ser atingida por um furacão, o que servirá como desculpa para o desaparecimento do trio. 

Levadas para um programa de proteção, as três serão dadas como mortas e deixarão para trás a vida normal e suas identidades verdadeiras. Elas vão morar em uma cidade do interior, com outros nomes. Nesse contexto, não podem pensar em rede social, rastro fácil de ser farejado.

Em conversa com a imprensa nesta segunda-feira (2), Deborah, Vitória e Juliana Paiva disseram que estão felizes por fazer parte dessa comédia. "No meu caso, o maior atrativo para fazer essa novela é que seria algo leve, e meus personagens de humor me levaram a bons lugares como a Darlene [personagem cômica da novela 'Celebridades', de Globo, 2003-2004]", afirma Deborah.

A atriz fiz ainda que queria fazer algo menos intenso que o seu último trabalho na TV, quando ela deu vida à vilã Karola, de "Segundo Sol" (Globo,  2018). "Sempre saio da comédia querendo fazer drama, e do drama querendo fazer comedia."

Já Vitória Strada ficou preocupada em ter de fazer rir, já que nunca fez comédia. "Vim de lugares muito densos e me sinto de férias. Eu precisava muito desse momento. Quando me fizeram o convite, achei que não ia dar certo, porque nunca fiz humor. Mas o texto vem pronto, a comédia esta feita, é só acreditar na situação. Sempre fui muito certinha e eu precisava me soltar, e a Kyra é isso", afirma a atriz.

Juliana Paiva, que já passou por experiencias de humor em "O Tempo Não Para" (Globo, 2018-2019), comemora o fato de não ser a única protagonista da trama. "A mocinha sofre e grava sozinha até o fim, e nós estamos juntas nessa. É ainda muito rico porque cada uma tem um comportamentos diferente em relação à comédia, e o público tem mais opções para se identificar."

A jornalista viajou a convite da Globo. 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem