Televisão

Atores que saíram de A Praça É Nossa retornaram ao humorístico a pedido de Carlos Alberto

Apresentador foi fundamental para recontratações dos comediantes

O personagem João Plenário, vivido por Saulo Laranjeira, é preferido de Carlos Alberto de Nóbrega
O personagem João Plenário, vivido por Saulo Laranjeira, é preferido de Carlos Alberto de Nóbrega - Eve Schwarz/SBT
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Descrição de chapéu Agora
Leonardo Volpato
São Paulo

Se há uma coisa que Carlos Alberto de Nóbrega não abre mão é da amizade e do companheirismo entre ele e seus amigos humoristas. E justamente por isso fez questão de chamar de volta velhos colegas de cena que haviam se desligado de A Praça É Nossa (SBT): Saulo Laranjeira, o deputado João Plenário, e Paulo Pioli, o Caipira piadista.

Saulo saiu em 2016 para dar vida ao personagem Raimundo na trama da Globo "Velho Chico". Depois, emendou o papel de Figueira, no seriado "Filhos da Pátria" (2017). No mesmo ano, voltou para o SBT e para o programa de humor.

"Minha saída foi tranquila e natural, pois era um projeto que tinha tudo a ver comigo e que o Carlos entendeu, pois é conhecedor da minha batalha para falar sobre cultura regional. Mas o João Plenário ainda faz muito sucesso. No ano passado, ele me chamou para retomar o posto", afirma Laranjeira.

O artista se considera parte da boa audiência da Praça. “Pela longevidade do personagem e pelo fato de a política estar na boca do povo. Quando eu voltei fizeram uma festa.”

Já o ator Paulo Pioli chegou a ser demitido da Praça em novembro de 2017, por conta de uma crise de custos na emissora, e ficou seis meses longe do humorístico. “Não foi uma ordem do Carlos Alberto, pelo contrário. Foi ele quem deu o aval para eu retornar”, diz. Pioli foi recontratado há três semanas. Após 14 anos, pretende investir na criação de outros personagens e trabalhar em uma novela.

PAULINHO GOGÓ

O humorista Maurício Manfrini é um dos maiores sucesso do programa A Praça É Nossa, de acordo com o próprio apresentador, Carlos Alberto de Nóbrega, que conta que a repercussão em torno das piadas dele é muito grande nas ruas. O personagem que ele interpreta é Paulinho Gogó, um cara boa-praça que está sempre contando os casos de sua vida de um jeito irreverente. E, de acordo com Manfrini, tudo surge na hora.

“Eu vou desenrolando na hora, só chego com uma ideia de tema na cabeça. Os detalhes da história eu improviso. O Carlos Alberto, há dez anos, não gosta de bater mais o texto comigo antes da gravação. Ele prefere se divertir”, conta o ator, que trabalha na PraçA desde 2004. "Sou abençoado, pois tive a honra de trabalhar antes com o Chico Anysio [1931-2012], na ‘Escolinha do Professor Raimundo’."

O ator faz questão de dividir os méritos do bom momento do humorístico com outros artistas, como Marlei Cevada, que vive a personagem Nina, e Mateus Ceará. Manfrini também acaba de assinar com o Multishow. Ele deverá gravar participações no seriado de humor “A Vila”, que chega em outubro, e tem um projeto ainda sem nome e data para o mesmo canal. E ainda rodará em novembro um filme sobre Paulinho Gogó.

Agora
Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias