Música

Katy Perry e gravadora devem pagar US$ 2,78 milhões por plágio em 'Dark Horse'

Valor é destinado ao rapper cristão Marcus Gray, que denunciou o plágio em 2013

Katy Perry, cantora do hit "Dark Horse"
Katy Perry, cantora do hit "Dark Horse" - Valerie Macon/AFP
São Paulo

A cantora Katy Perry, 34, e os compositores da música "Dark Horse" terão que pagar US$ 2,78 milhões (cerca de R$ 11 milhões) ao rapper cristão Marcus Gray por um caso de plágio.

Um júri decidiu o valor após Gray, conhecido como Flame, entrar com um processo em 2013 alegando que o hit de Perry era uma cópia de sua canção "Joyful Noise".

A cantora e os coautores afirmaram que a música era original, e que não tinham conhecimento da música cristã, mas os advogados de Gray apontaram que a canção dele teve milhões de reproduções em plataformas musicais e o álbum em que ela foi lançada foi indicado a um Grammy, impossibilitando o desconhecimento da equipe. 

Durante o julgamento, que durou uma semana, Perry foi ouvida como testemunha, mas um painel de nove membros decidiu que as semelhanças entre as canções constituem uma violação dos direitos autorais.

Foi apontado que "Dark Horse" rendeu US$ 41 milhões (R$ 157 milhões), sendo US$ 3 milhões (R$ 11,4 milhões) para Perry e o restante foi para a gravadora Capitol Records. Portanto, o júri decidiu que a cantora deverá arcar com US$ 550 mil (R$ 2,1 milhões) do valor total exigido a Gray, e a gravadora com o restante.

"Dark Horse" é um dos principais sucessos da carreira de Perry, e chegou a liderar a Hot 100, principal parada da Billboard, por quatro semanas em 2014.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias