Música

Pedro Mariano faz show mais intimista em SP: 'Estava cansado de shows com tantos músicos'

Repertório tem canções inéditas e dueto póstumo com Elis Regina

Pedro Mariano cantando
Pedro Mariano no Teatro Alfa, durante gravação de seu novo DVD - Divulgação

Descrição de chapéu Agora
Fabiana Schiavon
São Paulo

O cantor Pedro Mariano, 43, rodou o Brasil com um show que rendeu o DVD “Pedro Mariano e Orquestra”. O artista repete a dose do formato no novo trabalho, o CD/DVD, “Pedro Mariano e Orquestra - DNA”.

Em paralelo, no entanto, ele lança uma turnê mais intimista com quatro músicos no palco, que estreia em São Paulo, neste sábado (15), no Teatro Bradesco.

“No último ano, eu já estava estudando novas sonoridades e estava pronto para dar ​início a um trabalho de estúdio. Eu estava cansado de apresentações com tantos músicos no palco, e queria voltar ao projeto mais simples ​e intimista", afirma Pedro Mariano.

"Porém, no meio desse processo, saiu um edital que não esperávamos e não poderíamos perder esse dinheiro. Como eu não costumo renegar notícias boas, segui em frente!”, afirma o artista. 

Mariano aproveitou parte do repertório que já trabalhava em estúdio e o levou à orquestra. “Eu não queria perder tudo o que tinha criado. Conversei com o maestro Otávio de Moraes para chegarmos a um jeito de levar todas essas ideias para a orquestra e deu muito certo. Gravamos e lançamos o DVD”, lembra o artista.

O novo CD/DVD revelou as inéditas “DNA” (Edu Tedeschi), “Labirinto” (Jair Oliveira), “Alguém Dirá” (Pedro Altério/Pedro Viáfora) e “Enfim” (Daniel Carlomagno). Mariano ainda faz um dueto com a mãe, Elis Regina (1945-1982), que aparece em imagens de um telão na versão de “Casa no Campo", de 1972.

“Gravamos essa música no ano passado. Foi uma ideia que eu e meu irmão [João Marcelo Bôscoli] tivemos. A música foi divulgada no aniversário dela, no dia 17 de março nas plataformas digitais. No meio do caminho, pensei em fazer uma versão orquestral. Esse vídeo que aparece lá é o único registro dessa música”, diz Mariano.

No show desta quinta, Pedro estará acompanhado dos músicos Conrado Goys (guitarra e violão), Leandro Matsumoto (baixo), Marcelo Elias (piano e teclado) e Thiago Rabello (bateria). “O repertório do DVD pode ser apresentado em diversos formatos, em quarteto ou trio, ou com a própria orquestra. Não importa o tamanho da apresentação, ele sempre terá as músicas do DVD”, afirma o músico.

ORQUESTRAS TÊM PÚBLICO, GARANTE MÚSICO

Mariano conta que não pensou em colocar a orquestra novamente em turnê, porque não é simples viajar com tanta estrutura. "Basta ter um pouco de boa vontade e a gente encontra bons lugares para tocar, mas fica caro. Eu toquei pelo Brasil inteiro, inclusive no Nordeste", conta o músico, que sentiu dificuldade em convencer que um projeto desse porte daria resultado.

"Disseram que em algumas cidades eu não teria público por ser um show de orquestra, pouco popular, mas eu lotei todos os lugares que passei. A questão não é a falta de público, mas a falta de concertos acessíveis à população", avalia o músico.  

"Se montarmos uma orquestra para tocar de graça uma vez por semana em praça pública, com certeza, o espaço ficará cada dia mais lotado", diz Mariano, citando os concertos da Osesp (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo) que sempre esgota aos domingos por ser gratuito.

LEGADO DE ELIS

Segundo Mariano, o seu novo trabalho chama “Pedro Mariano - Show DNA” ​porque reúne toda a sua experiência de vida como músico, e sua herança que vem de pai e mãe. Ele é filho de Elis Regina com César Camargo Mariano, 74. O artista ainda vive pesquisando.

"Aproveito bem as ferramentas das plataformas digitais, que sugerem novos sons a partir do que gostamos de ouvir. Quando eu descobri bandas que nem meu irmão conhecia, eu vi que estava no caminho certo", conta Mariano se referindo ao produtor João Marcelo Bôscoli.

Junto dos irmãos, Maria Rita e João Marcelo, o cantor Pedro Mariano diz que eles sentem uma responsabilidade em perpetuar o trabalho de Elis. "Quando surge uma ideia ou oportunidade de homenageá-la nós sempre pensamos muito bem se o projeto vai agregar valor e se tem relevância", afirma Mariano. 

"Regravamos 'Casa no Campo' porque era uma oportunidade de apresentar a música aos mais jovens e, ao mesmo tempo, homenageá-la no dia que seria o seu aniversário. Mas tudo em relação a ela é sempre muito discutido antes de ser feito", conclui o artista.

Pedro Mariano Show DNA

  • Quando Sábado (15), às 21h.
  • Onde No Teatro Bradesco (r. Palestra Itália, 500, tel. (11) 3670-4100).
  • Preço De R$ 60 a R$ 160
  • Classificação Livre
  • Capacidade 1.457 lugares
Agora
Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem