Música

Cleo diz que ser atriz abriu possibilidades para sua carreira na música

'Jungle Kid', primeio EP da artista, foi lançado em março deste ano

Cleo participa de evento de moda de São Paulo
Cleo participa de evento de moda de São Paulo - Pedro Pinheiro/Divulgação

Beatriz Fialho
São Paulo

A atriz Cleo, que deixou de usar o sobrenome da mãe Gloria Pires, é uma artista plural e que, nos últimos anos, também se tornou uma fashionista ao lançar tendência, como o adesivo de mamilo. No mês passado, a artista lançou seu primeiro EP, "Jungle Kid", com cinco músicas –três em inglês e duas em português.

Com tanta experiência na bagagem, Cleo foi a convidada do Fashion Meeting desta sexta (13), para o painel Trajetória. Para ela, ser atriz abriu novas possibilidades para que se engajasse em outras formas de expressão.

"Gosto de muitas coisas. Comecei muito nova em um meio muito difícil e acho que eu tive muita sorte porque conheci um universo pelo qual me apaixonei e vi que era possível trabalhar com vários tipos de arte a partir do momento em que você se torna uma pessoa conhecida. 

Ela conta, no entanto, que sua paixão sempre foi a música. Quando nova, aos 17 anos, era vocalista de uma banda com amigos do colégio. Em março de 2017, quase 20 anos depois, Cleo lançou seu primeiro EP, “Jungle Kid”. ​

Seu primeiro álbum,"Jungle Kid" (criança selvagem, em tradução livre), entrou para a playlist dos 50 virais do Spotify na semana do lançamento e é inspirado em um conceito criado por Cleo há anos. "É algo que tenho a bastante tempo na minha cabeça e, para mim,  'Jungle Kid' tem a ver com a minha existência." 

Investir na música, durante algum tempo, não parecia opção. Cleo afirma ter se sentido insegura em ter uma carreira dupla e que, por muito tempo, se importou com a opinião e o preconceito dos outros. "Em algum momento a frustração ficou muito maior que o medo. Aí eu falei 'dane-se, qualquer pessoa vai falar'. Preciso fazer e botar para fora a minha verdade. Existo com essa ânsia de poder me expressar desta forma."

Cleo constrói agora sua imagem de cantora. Jorge Grimberg, jornalista e editor de moda, intermediou a conversa. Ele é o responsável pelos "looks" da artista nos clipes e no palco, produções que exigem um processo criativo mais apurado. "Mando uma foto de um lobo, uma roupa fitness vermelha e um 'look' de um astro do rock e falo ‘faz um filho destes três’", brincou ela.

Sua relação com a moda é de longa data. Ela diz que ainda criança gostava de ousar nas roupas e adorava a coleção de moda assinada pela Xuxa na década de 1980. Hoje, as peças ainda servem como inspiração, ao lado de outros ícones fashion como Johnny Depp, Cher, Kourtney Kardasian e Rihanna, além de alguns estilistas.  

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem