Diversão

Centro Cultural Vila Itororó, em SP, é inaugurado com oficinas e shows

Espaço está na região de Bela Vista, centro da capital paulista

Centro Cultura Vila Itororó, no bairro da Bela Vista, em São Paulo - Adriano Vizoni/Folhapress
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O novo Centro Cultural Vila Itororó, localizado em área que mistura casas restauradas e em ruínas na Bela Vista (região central de São Paulo), será inaugurado nesta sexta-feira (10) com uma programação especial e gratuita.

O Agora e a Folha anteciparam que o espaço, que já foi o lar de imigrantes, voltaria a ser usado como área de lazer e de cultura na reportagem “Vila Itororó é aberta ao público e ganha iluminação especial”, publicada no domingo (5).

Nesta sexta-feira, o complexo ganha iluminação cênica artística de Ligia Chaim, intitulado “Fonte de Luz do Itororó”.


“A ideia é valorizar, com a luz, toda essa arquitetura histórica e tombada dessas ruínas, das próprias casas restauradas, e manter esse espaço como um ambiente de observação”, afirmou a artista.

Em seguida, haverá um show do músico Jairo Pereira no Éden Itororó, logo na entrada do mais novo centro cultural da capital.

Já na área da piscina haverá a apresentação do Freebeats, projeto de música eletrônica com projeções de videoarte.

Amanhã, a programação da Vila Itororó estreia no circuito cultural paulistano dentro da Jornada do Patrimônio, que acontece neste sábado (11) e domingo (12) e reúne atividades variadas ligadas à memória da cidade.

O destaque vai para a reprodução do encontro entre Adoniran Barbosa e Elis Regina, em 1978, quando o artista levou a cantora para caminhar pelo bairro do Bexiga. Essa reunião histórica dos artistas será encenada na peça “Adoniran Reencontra Elis na Vila”, dirigida por Paula Klein e Georgette Fadel.

“Esse encontro é uma festa pensada para que o público cante, se divirta e traga muita energia boa para a reinauguração da Vila Itororó”, afirma Paula Klein.

A diretora conta que no espetáculo, entre canções consagradas, os intérpretes de Adoniran e Elis vão contando um pouco da história da região —e será reproduzida a visita dos artistas à Vila Itororó. “Eles farão desse encontro uma deliciosa atração para toda família.” ​

Com direção artística de Márcio Teles, o espetáculo "AMÕ – Encontro das águas" --que destaca diversas etnias indígenas da capital paulista, que em um ritual que envolve música, dança e outras manifestações dos povos indígenas--, leva para a Vila Itororó um ritual de encontro a partir das águas da nascente do rio Itororó.

CINEMA NA PISCINA

A piscina da Vila Itororó vai virar uma grande sala de cinema no Cineclube Éden, todas as quintas-feiras, às 19h. A programação dos filmes, assim como de outras atividades, não foi divulgada até a conclusão desta edição (confira ao lado talhes dos eventos de inauguração).
Restauração

Nova iluminação da Vila Itororó, no bairro da Bela Vista
Nova iluminação da Vila Itororó, no bairro da Bela Vista - Adriano Vizoni/Folhapress

Inaugurada em 1922 pelo comerciante português Francisco de Castro, a Vila Itororó foi a moradia de diversos imigrantes na efervescência da produção de café em São Paulo. Após a morte de Castro e de ser hipotecada por dívidas, a área entrou em processo de degradação, tendo seu auge nos anos 1980.

O espaço ganhou reconhecimento quando foi tombado em 2002 pela prefeitura e em 2005 pelo estado. Após anos de batalha, os moradores da área foram obrigados a deixar o local em 2011 e se mudar para apartamentos populares próximos da antiga moradia.

A Vila começou a ser restaurada em 2013, após parceria entre a Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo e o Instituto Pedra.

Dois anos depois, o Centro Cultural Vila Itororó foi inaugurado e, por meio do projeto Canteiro Aberto, o espaço foi liberado para a visita do público que tivesse interesse em acompanhar a restauração do complexo histórico. Em 2019, parte das casas onde já viveram imigrantes foi aberta, e é nessas antigas residências que serão realizadas as oficinas e outras atividades do novo centro cultural.


Centro Itororó | Programação

SEXTA (10)
19h Recepção do público no Jardim do Éden com performance de artistas pernaltas
19h30 Lançamento da iluminação artística ‘Fonte de Luz do Itororó’, de Ligia Chaim, e performance com DJ convidado direto da piscina
20h Show com Jairo Pereira
21h Projeto Freebeats, com DJ Paulão e VJ Zanis na piscina do Éden

SÁBADO (11)
15h  AMÕ – Encontro das Águas
18h Peça ‘Adoniran Reencontra Elis na Vila’

Fonte: Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo


Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem