Renato Kramer

'No Brasil, qualquer ex-BBB vira celebridade', alfineta Amaury Jr. no 'Papo de Segunda'

Na "Saideira" do "Papo de Segunda Verão" (GNT) que foi ao ar na última terça-feira (23), o jornalista Xico Sá entrevistou o expert em "Vips" (Very Important People) no Brasil: Amaury Jr.

A música de introdução, é claro, não poderia ser outra: "Keep It Comin' Love" (K.C. and The Sunshine Band) —tema clássico do "Programa Amaury Jr." (Rede TV).

Xico quis saber o que Amaury tinha a dizer sobre o caso do ex-Beatle Sir Paul McCartney, que fora barrado em uma festa logo após a última entrega do Grammy.

"Acontece nos melhores lugares do mundo. Falta de preparo nas recepções, essa coisa toda... E, infortunadamente, aconteceu com Paul McCartney, que levou na esportiva e foi ótimo", declarou o apresentador. "É, ele teve um humor absurdo!", concordou Sá.

O jornalista perguntou então se o conceito de "VIP" mudou muito nesses 40 anos de cobertura de festas e eventos que Amaury tem feito. "Acho que, no Brasil, a palavra 'celebridade' é muito mal utilizada, é usada equivocadamente", afirmou Amaury.

E exemplificou com uma alfinetada: "Qualquer ex-BBB vira celebridade! Sem desmerecê-las, porque muitas delas dão até certo. Mas eu acho que na condição de 'celebutantes' elas ficariam melhor: debutantes de celebridade", sugeriu o apresentador.

Xico questionou se um verdadeiro "VIP", da estatura de um Paul McCartney, consegue mesmo se divertir num salão de festa. "Às vezes a celebridade vai recarregar o ego", argumentou Amaury. "Porque de que adianta ser celebridade se for ficar circunscrito a quatro paredes? Então ela entra, vai recarregar o ego, recebe beijinhos, abraços, gritinhos".

"Finge que está incomodado mas não está", complementa Xico Sá. Amaury Jr. concorda repetindo: "Finge que está incomodado, mas não está!".

"E como diz esse sábio filósofo da noite", despede-se o jornalista, "é na fase noturna do dia que a gente apaga as mágoas do cotidiano, da rotina etc.". Amaury Jr. ergue sua taça de champanhe e brinda: "Xico Sá, viva! Viva!". Ao fundo ouve-se novamente: "Keep it comin' love, keep it comin' love... Don't stop it now, don't stop it no".

Renato Kramer

Natural de Porto Alegre, Renato Kramer formou-se em Estudos Sociais pela PUC/RS. Começou a fazer teatro ainda no sul. Em São Paulo, formou-se como ator na Escola de Arte Dramática (USP). Escreveu, dirigiu e atuou em diversos espetáculos teatrais. Já assinou a coluna "Antena", na "Contigo!", e fez críticas teatrais para o "Jornal da Tarde" e para a rádio Eldorado AM. Na Folha, colaborou com a "Ilustrada" antes de se tornar colunista do site "F5"

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias