Publicidade

Ney Latorraca volta à cena com toda a verve em homenagem a Graciliano Ramos

19/12/2013 - 09h05

Publicidade

"Alexandre e Outros Heróis" foi o especial que a Rede Globo apresentou nesta quarta-feira (18) para homenagear os 60 anos de morte do escritor Graciliano Ramos.

Clima, ambientação com a luz difusa e tipos muito bem caracterizados pelos atores instauraram de imediato o simples, rústico e rico universo do autor na telinha.

Marcelo Serrado, como o descompensado mestre Libório; Flávio Bauraqui, como o desconfiado cego Firmino e Flávio Rocha, como o galante Gaudêncio, formam o trio de amigos que vem escutar os causos de Alexandre, vivido com muito brilho por Ney Latorraca.

E o velho Alexandre está muito bem assessorado. Tem ao seu lado a fiel esposa e escudeira Cesária (Luci Pereira) e a beata Das Dores (Marcélia Cartaxo) --ambas excelentes em seus papéis.

O texto de Luiz Alberto de Abreu, que envolveu os contos "O Olho Torto de Alexandre" e "A Morte de Alexandre", conseguiu amenizar a sisudez do autor, valorizando o seu lado mais debochado e divertido. A direção de Luiz Fernando Carvalho deu movimento e ritmo às façanhas dos tipos muito bem resolvidos pelo time de atores.

João Miguel Pinheiro/TV Globo
Ney Latorraca no especial "Alexandre e Outros Heróis", da Globo
Ney Latorraca no especial "Alexandre e Outros Heróis", da Globo

Mesmo o jovem ator Hugo Freire, que vive Alexandre menino, merece muitos aplausos pelas suas boas e precisas intervenções.

Não é de hoje que os especiais da Rede Globo, sejam de fim de ano ou não, carregam consigo um alto padrão de qualidade, seja no conteúdo, seja na realização artística como um todo. Para o futuro próximo, mais especiais desse naipe serão muito bem vindos.

Como bem vinda foi a volta do ator Ney Latorraca. Às vésperas de completar 70 anos, Latorraca sempre consegue catalisar a atenção e o foco para o seu trabalho no qual coloca toda a sua vasta experiência e a sua paixão, que não deixa esmorecer, pela arte de representar. O seu Alexandre foi matreiro, sagaz e cheio de manhas --levando "todos no bico", fazendo-os por fim acreditar em qualquer história que ele resolvesse inventar. Vai que é tua, Latorraca!

Renato Kramer

Natural de Porto Alegre, Renato Kramer formou-se em Estudos Sociais pela PUC/RS. Começou a fazer teatro ainda no sul. Veio para São Paulo e ingressou na Escola de Arte Dramática (USP), formando-se ator. Escreveu, dirigiu e atuou em diversos espetáculos teatrais. Fez algumas colaborações para a Ilustrada e, sempre a convite, assinou a coluna Antena, da "Contigo". Nesse meio tempo, fez crítica de teatro para o "Jornal da Tarde" e na rádio Eldorado AM. Mais recentemente foi colunista da Folha.com, comentando o BBB11. Atualmente, além de atuar, cursa Filosofia.

  • Últimas notícias 
  •  

Publicidade

Publicidade

gostou? leia também

  •  

Publicidade

Siga agora o F5 no Twitter

Livraria da Folha