Renato Kramer

Lulu Santos vai às lágrimas em noite de emoção no "The Voice Brasil"

As batalhas entre as duplas de cada time tiveram continuidade na noite desta quinta-feira (14) no "The Voice Brasil" (Globo). E o show de belas vozes se superou.

A primeira dupla da noite já deu um show à parte. Bruna Barreto e Luana Camarah, do time de Lulu Santos, se saíram muito bem no "Blues da Piedade", de Cazuza e Frejat. "Achei maravilhoso", disse Carlinhos Brown. "Senhor, piedade para Lulu!", disse, considerando que o técnico teria que escolher apenas uma para ficar no seu time.

"São vozes igualmente poderosas", argumentou Lulu. "Só que um projeto artístico é mais definido: o de Luana Camarah". Em seguida, no "peguei" (onde a outra candidata pode ser resgatada por outro técnico), Brown "pegou" Bruna de imediato. "Lulu, eu adoro jogar com você!", brincou Brown.

A segunda dupla então foi brincadeira! Vivian Lemos e Cecília Militão, do time de Daniel, arrebentaram na interpretação de "Try" (Ben West/ Michael Busbee). A plateia se levantou para ovacioná-las no final do número. "O que é que eu vou dizer? É isso aí!", foi o comentário de Claudia Leitte. "Esse foi o momento que o meu olho encheu de água", confessou Rogério Flausino. "Quando você achava que não podia ficar melhor, ficava!", acrescentou Lulu Santos.

E Daniel foi curto e rápido para escolher Cecília para permanecer no seu time. O surpreendente foi que nenhum dos outros técnicos salvou Vivian Lemos, que deixou o programa. Uma lástima. Belíssima voz.

A terceira batalha derrubou Lulu Santos. Eram Gustavo Trebien e a dupla André e Kadu, também do time de Daniel, que cantaram "Apenas Mais uma de Amor", do próprio Lulu.

Muito emocionado, Lulu Santos declarou: "Eu nunca tinha ouvido essa canção cantada pra mim, desse jeito. Obrigado, caras!". E foi abraçado por todos os outros colegas e técnicos. "Sempre é tempo de Lulu!", exclamou Claudinha aos prantos. Daniel escolheu Gustavo Trebien. Lulu resgatou a dupla André e Kadu na mesma hora.


Na batalha seguinte, do time de Claudia Leitte, uma escolha arrojada: "Resposta ao Tempo", de Aldir Blanc e Cristovão Bastos, brilhantemente gravada por Nana Caymmi. Amanda Amado e Gabby Moura a interpretaram com dignidade. "Vocês são duas corajosas de cantar essa música", comentou Gaby Amarantos. "Cara, vendo coisas desse tipo é que faz todo o sentido gostar de música", colocou Maria Gadú.

"Gabby, eu fico com você!", decretou Claudinha e Daniel e Lulu Santos disputaram Amanda Amado, que, chorando, escolheu o time de Lulu.

E assim foi a noite inteira. Um desfile de talentos da melhor qualidade. O difícil era realmente desclassificar alguém.

Guto Santanna e Pedro Lima cantaram "Baby Can I Hold You", de Tracy Chapman, e Pedro foi escolhido pelo seu técnico Lulu Santos. Claudia Leitte, que confessara ter "seduzido" Guto Santanna, o resgatou de imediato. "A sua voz é supergostosa de se ouvir", confessou Lulu, apesar de não tê-lo escolhido. "Você podia cantar a lista telefônica que a gente ia gostar", concluiu o músico.

Raíza Rae e Simona Talma disputaram a vaga com a canção "Quase Sem Querer" (Dado Villa Lobos/Renato Rocha/Renato Russo) e Brown escolheu Raíza. Simona não foi resgatada e deixou o reality. "A gente se despede dessa voz incrível que tivemos o privilégio de escutar aqui: Simona Talma, senhoras e senhores!", foi como o apresentador Thiago Leifert se despediu da moça.

Ainda teve a dupla Jullie e Carina Mennitto, do time de Claudia, e Jullie foi a escolhida. Carina permaneceu no time de Lulu Santos, que declarou: "Ela canta pra caramba e agora ela é nossa!". Na oitava e última batalha da noite, Heverton Castro e Samya Nalany cantaram "Boa Noite", de Djavan. Lulu aconselhou o rapaz a não cantar o português como se fosse inglês e criticou o excesso de americanismo na bela voz de Samya. O técnico Carlinhos Brown escolheu Heverton, alegando estratégia, e Samya ficou no time de Daniel.

Nos shows dos técnicos, Claudia Leitte e Lulu Santos fizeram bonito com "Dancin' Days", de Nelson Motta e Ruban. Daniel e Brown levaram a plateia a cantar junto a composição do próprio Carlinhos e de Marisa Monte: "Amor I Love You". Destaque para a declamação surpresa de Thiago Leifert fazendo as vezes de Arnaldo Antunes: digno!

Renato Kramer

Natural de Porto Alegre, Renato Kramer formou-se em Estudos Sociais pela PUC/RS. Começou a fazer teatro ainda no sul. Em São Paulo, formou-se como ator na Escola de Arte Dramática (USP). Escreveu, dirigiu e atuou em diversos espetáculos teatrais. Já assinou a coluna "Antena", na "Contigo!", e fez críticas teatrais para o "Jornal da Tarde" e para a rádio Eldorado AM. Na Folha, colaborou com a "Ilustrada" antes de se tornar colunista do site "F5"

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias