Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Teresa Santos, Miss Brasil 2021

Teresa Santos, Miss Brasil 2021 Divulgação

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Neste domingo (12), acontece em Eliat, Israel, a edição comemorativa de número 70 do Miss Universo. O concurso de beleza mundial mais popular no Brasil, acontece pela segunda vez no ano, sendo que o último evento ocorreu em maio passado, direto da Flórida (EUA).

A cearense Teresa Santos, 23, é a representante do Brasil, que disputa a coroa com outras 79 candidatas. O show será transmitido ao vivo pela internet, a partir das 21h, e também no serviço pago DirectvGo, segundo a assessoria de imprensa da etapa nacional.

É a primeira vez que o país do Oriente Médio é sede do evento, em meio às expectativas do avanço da variante ômicron, do coronavírus. O ministro do turismo israelense, Yoel Razvozov, disse que apesar de ter imposto restrições para a entrada de estrangeiros no país, as participantes do Miss Universo receberam isenções, mas tiveram que se submeter a testes PCR a cada 48 horas e a outras medidas de precaução.

Uma das poucas misses Brasil de cabelos loiros da história, Teresa tem sido apontada como uma das favoritas da competição. Apesar de ter sido eleita há pouco tempo, cerca de um mês, a bordo de um navio de cruzeiro no litoral paulista, ela se diz preparada para o desafio. Em entrevista exclusiva para a coluna, a miss diz que observa com tranquilidade a cobrança dos fãs para uma boa classificação na final.

"Me sinto mais do que preparada. É como se eu estivesse me preparando há anos para isso, mesmo sem saber que eu ia participar. Eu não tenho medo de perder e decepcionar os fãs. Sei que dei o meu máximo e fiz tudo que eu podia junto à minha equipe, e sinto que as pessoas conseguem ver isso", disse.

A vencedora vai ocupar o trono que hoje pertence à mexicana Andrea Meza, que venceu em maio. Assim, ela terá um dos reinados mais curtos da história, com duração de cerca de sete meses. Na ocasião, a gaúcha Julia Gama, representante do Brasil, ficou em segundo lugar. As únicas brasileiras a vencer o concurso foram a baiana Martha Vasconcellos, em 1968, e antes dela a gaúcha Ieda Maria Vargas, em 1963.

CONFIRA ABAIXO A LISTA DAS 80 CANDIDATAS:

  1. África do Sul, Lalela Mswane, 24

  2. Albânia, Ina Dajci, 27

  3. Alemanha, Hannah Seifer, 19

  4. Argentina, Julieta García, 22

  5. Armênia, Nane Avetisyan, 24

  6. Aruba, Thessaly Zimmerman, 27

  7. Austrália, Daria Varlamova, 27

  8. Bahamas, Chantel O'Brian, 27

  9. Bahrein, Manar Nadeem Deyani, 25

  10. Bélgica, Kedist Deltour, 24

  11. Bolívia, Nahemi Uequin, 20

  12. Brasil, Teresa Santos, 23

  13. Bulgária, Elena Danova, 21

  14. Camarões, Akomo Minkata, 27

  15. Camboja, Ngin Marady, 22

  16. Canadá, Tamara Jemuovic, 27

  17. Cazaquistão, Aziza Tokashova, 27

  18. Chile, Antonia Figueroa, 26

  19. China, Shi Yin Yang, 20

  20. Cingapura, Nandita Banna, 21

  21. Colômbia, Valeria Ayos, 27

  22. Coreia do Sul, Jisu Kim, 23

  23. Costa Rica, Valeria Rees, 28

  24. Croácia, Ora Ivanisevic, 20

  25. Curaçao, Shariëngela Cijntje, 27

  26. Dinamarca, Sara Langtved, 26

  27. El Salvador, Alejandra Gavidia, 25

  28. Equador, Susy Sacoto, 24

  29. Eslováquia, Veronika Scepankova, 26

  30. Espanha, Sarah Loinaz, 23

  31. Estados Unidos, Elle Smith, 23

  32. Filipinas, Beatrice Gomez, 26

  33. Finlândia, Essi Unkuri, 23

  34. França, Clémence Botino, 24

  35. Gana, Naa Morkor Commodore, 26

  36. Grã-Bretanha, Emma Collingridge, 23

  37. Grécia, Sofia Arapogianni, 22

  38. Guatemala, Dannia Guevara, 24

  39. Guiné Equatorial, Chelsea Martina Mituy, 19

  40. Haiti, Pascale Bélony, 28

  41. Holanda, Julia Sinning, 24

  42. Honduras, Rose Meléndez, 27

  43. Hungria, Jázmin Viktória, 20

  44. Ilhas Caymã, Georgina Kerford, 18

  45. Ilhas Maurício, Anne Murielle Ravina, 26

  46. Ilhas Virgens Britânicas, Xaria Penn, 18

  47. Índia, Harnaaz Sandhu, 21

  48. Irlanda, Katharine Walker, 26

  49. Islândia, Elísa Gróa Steinþórsdóttir, 22

  50. Israel, Noa Cochva, 22

  51. Itália, Caterina Di Fuccia, 23

  52. Jamaica, Daena Soares, 22

  53. Japão, Juri Watanabe, 25

  54. Kosovo, Tuti Sejdiu, 19

  55. Laos, Tonkham Phonchanhueang, 26

  56. Malta, Jade Cini, 26

  57. Marrocos, Kawtar Benhalima, 22

  58. México, Débora Hallal, 25

  59. Namíbia, Chelsi Shikongo, 24

  60. Nepal, Sujita Basnet, 28

  61. Nicarágua, Allison Wassmer, 26

  62. Nigéria, Maristella Okpala, 28

  63. Noruega, Nora Nakken, 23

  64. Panamá, Brenda Smith, 27

  65. Paraguai, Nadia Ferreira, 22

  66. Peru, Yely Rivera, 27

  67. Polônia, Agata Wdowiak, 25

  68. Porto Rico, Michelle Colón, 21

  69. Portugal, Orícia Domínguez, 27

  70. Quênia, Roshanara Ebrahim, 28

  71. República Dominicana, Debbie Aflalo, 27

  72. República Tcheca, Karolína Kokesova, 25

  73. Romênia, Carmina Cotfas, 21

  74. Rússia, Ralina Arabova, 22

  75. Suécia, Moa Sandberg, 25

  76. Tailândia, Anchilee Scott-Kemmis, 22

  77. Turquia, Cemrenaz Turhan, 23

  78. Ucrânia, Anna Neplyakh, 27

  79. Venezuela, Luiseth Materán, 25

  80. Vietnã, Nguyen Duyen, 25

De faixa a coroa

Fábio Luís de Paula é jornalista especializado na cobertura de concursos de beleza, sendo os principais deles o Miss Brasil, Miss Universo, Miss Mundo e Mister Brasil. Formado em jornalismo pelo Mackenzie, passou por Redações da Folha e do UOL, além de assessorias e comunicação corporativa.
Contato ou sugestões, acesse instagram.com/defaixaacoroa e facebook.com/defaixaacoroa

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem