Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Zapping - Cristina Padiglione

'Poliana Moça': SBT aposta na soma de audiência de TV e internet

Emissora retoma novela inédita após quase dois anos de reprises

Cenas da novela Poliana Moça - Lourival Ribeiro/SBT
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Campinas

Com estreia anunciada para esta segunda (21), "Poliana Moça" tem sido ansiosamente aguardada pelos fãs e por toda a equipe envolvida na produção da novela infantojuvenil do SBT. A nova história de Íris Abravanel é uma continuação de "As Aventuras de Poliana" (2020), inspirada no livro de Eleanor H. Porter.

Apesar da pausa forçada devido à pandemia de Covid-19, que fez com que as gravações fossem interrompidas e depois refeitas do zero, o período de quase dois anos ajudou a trama a avançar no amadurecimento de seus atores mirins, parte expressiva do elenco. Conheça aqui os personagens.

Outro ponto positivo foi o aumento da popularidade da história que, disponível na Netflix e no Youtube do SBT, pode ser conhecida e acompanhada por novos fãs, que aguardam a continuação do enredo.

Com o crescimento da influência digital, números como o total de visualizações ou o tempo consumido em determinado produto audiovisual têm se tornado cada vez mais relevantes. É o caso de podcasts recordistas no Youtube, como o Podpah, que mede visualizações simultâneas, ou da Netflix, que divulga o ranking de filmes e séries mais vistos, em total de minutos.

Perguntado em coletiva de imprensa realizada no dia 15 deste mês sobre como o SBT observa a briga por audiência frente às estreias de "Reis", na Record, nesta terça (22), e "Pantanal", na Globo, na próxima semana, o diretor artístico do SBT, Fernando Pelégio, respondeu que a emissora tem avaliado o desempenho de suas produções de forma mais ampla.

"Ontem, por exemplo, "Carinha de Anjo" deu 8 pontos [em São Paulo]. Acho que é uma boa audiência. E o que você quer dizer com 'audiência', o que é audiência? A gente, hoje, quando produz, quando coloca no ar, a gente coloca no SBT, no Youtube", declara Pelégio. Ao disponibilizar um capítulo de "As Aventuras de Poliana" na plataforma, o SBT alcança, segundo ele, 1 milhão de visualizações em questão de horas.

"Isso também conta. Pergunta para a Netflix se ela está satisfeita com 'Poliana', com 'Carinha de Anjo', com 'Carrossel'", completa Pelégio, citando novelas do SBT disponíveis no streaming. As produções costumam emendar várias semanas entre as 10 mais assistidas da plataforma no Brasil.​

"Também é audiência. Então, quando a gente faz um produto, não necessariamente [ele vai dar retorno] no SBT, canal 4, em São Paulo. Mas a gente faz para o Brasil, a gente faz para o Youtube, para os streamers... a audiência é conjunta. Quantos milhões de pessoas veem o nosso produto? Isso nos orgulha muito, e é muito grande", conclui.

Para tanto, o SBT tem investido em novos formatos, como a criação do canal TV ZYN no Youtube, com entrevistas, bastidores e conteúdos exclusivos criados pelo núcleo infantil e adolescente da emissora. Depois de ir ao ar, os capítulos de "Poliana Moça" ficarão disponíveis no TV ZYN.

Já no canal Poliana Moça, o podcast em vídeo semanal, PoliCast, vai ao ar com convidados do elenco, que comentam os bastidores, cenas e possíveis desfechos da produção. Começa na semana de estreia da novela, depois que o capítulo da trama for ao ar. O podcast em vídeo terá apresentação de Ana Zimerman e Nicholas Torres, Marcelina e Jaime de Carrossel (2012), respectivamente.

A nova novela, que vai ao ar às 20h30, deve competir com a audiência da Record durante os minutos em que a faixa coincide com a de "Reis", exibida às 21h a partir de terça (22).

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem