Zapping - Cristina Padiglione

Juliette se sai bem em vídeo do Porta dos Fundos que debocha das milícias

Campeã do BBB 22 é sequestrada por Peçanha e seu parceiro para vender kit gás

Juliette é interrogada por Penha e seu pacdeiro
A campãe do BBB 21, Juliette, gava parodia para o HO jusette, pravistopaa o Cnala Brasil - Divfulgação
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Campeã de publicidade desde que deixou a casa do BBB, como vencedora da 21ª edição do reality show, Juliette Freire protagoniza um novo vídeo do Porta dos Fundos com Peçanha, na impagável figura de Antonio Tabet, e seu fiel parceiro, o soldado Mesquita (Pedro Benevides).

A advogada paraibana é sequestrada pelos dois justamente para gravar alguns comerciais para os serviços que ambos "prestam" em comunidades carentes, no melhor estilo do comércio miliciano que predomina a baixada fluminense, área dos meganhas em questão.

"Mas por que eu?", ela quer saber.

"Porque tudo o que a senhora toca vira ouro, madame", explica Peçanha. A princípio, a solicitação é para que ela faça uma publicidade sobre kit gás do Peçanha, cujos botijões vêm pela metade, como ele mesmo explica, "diferentemente do da concorrência", que já vem com gás no finzinnho.

Diante da recusa de Juliette, que se nega a trabalhar com qualquer coisa que seja ilegal, Peçanha a ameaça de tortura e avisa ao colega: "Mesquita, pega lá o DVD do show do Nego Di [que esteve no BBB 21 com ela], o canal do Prior no YouTube, os melhores momentos do Ardilles na Jovem Pan.

A ameaça funciona, e lá vai Juliette cantar jingle sobre o kit gás e outros negócios de Peçanha.

A vencedora do BBB se sai muito bem em cena e o texto é até educativo, à medida em que debocha e ao mesmo tempo alerta para o escárnio das milícias. Confira o vídeo abaixo.

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem