Zapping - Cristina Padiglione

Novela que quebrou regras, 'A Favorita' chega ao Globoplay

Trama invertia estereótipos entre mocinha e bandida, com desafio ao público

Patrícia Pillar, como Flora, e Cláudia Raia, como Donatela, gravam cena da novela "A Favorita", da Rede Globo, no Viaduto do Chá, em São Paulo (SP). (Zé Paulo Cardeal/TV Globo) - Zé Paulo Cardeal/TV Globo

Jamais reprisada no Vale a Pena Ver de Novo ou no canal Viva, “A Favorita”, novela exibida originalmente em 2009, entrará no catálogo do GloboPlay a partir do próximo dia 25.

O lançamento vem sendo aguardado com ansiedade pelos fãs do gênero. Primeiro folhetim de João Emanuel Carneiro para o horário nobre, “A Favorita” deixou muita gente doida ao inverter clichês e surpreender o público no meio da história, quando se revelava que a angelical Patrícia Pillar era a bandida da trama, enquanto a suspeita Cláudia Raia era a mocinha que sofria nas mãos da megera.

Muita gente se sentiu enganado e abandonou a história, em reações que surpreenderam até o autor, que na sequência escreveu o fenômeno “Avenida Brasil”.“A Favorita” era um primeiro passo do escritor na ousadia de surpreender o público com personagens imprevisíveis.

AQUELE BEIJO

Gravada quando Tatá Werneck ainda estava grávida, a entrevista de Deborah Secco para o Lady Night fez barulho em sua exibição original, no Multishow, pela sinceridade da entrevistada, que tasca um beijo na entrevistadora. É tudo brincadeira. A edição vai ao ar pela Globo nesta quinta-feira (21).

Déborah Secco e Tatá Werneck no Lady Night
Déborah Secco beija Tatá Werneck no Lady Night na quinta temporada do talk show Lady Night, pelo Multishow - Juliana Coutinho/Divulgação

NUDES

Produção da Discovery vendida para a Band, o reality show Largados e Pelados confirmou na TV aberta o fôlego de audiência que tem na TV fechada, estreando com média de 2,6 pontos na noite de segunda-feira (18). O placar é pelo menos 50% maior do que o patamar da emissora no horário. Os dados são da Grande São Paulo.

0
Largados e Pelados - A Tribo

GLÓRIA

Com uma Glória Maria emotiva e muito à vontade para relatar o racismo que sofreu em várias ocasiões, o tumor no cérebro e a recente morte de sua mãe, o Conversa com Bial teve a melhor audiência da estreia de uma temporada desde 2017, com média de 7 pontos na Grande São Paulo.

“Eu me senti como uma macaca no zoológico, com as pessoas esperando para dar banana”, disse Glória ao se lembrar do tempo em que viveu com o herdeiro da Globo José Roberto Marinho e ele a levou ao Country Club. O nome dela ficou por três horas como assunto mais comentado do Twitter.

Gloria Maria se emociona ao participar do Conversa com Bial e revela momentos tensos vividos nos últimos tempos. - Reprodução

AUDIÊNCIA

1,2 ponto teve o Roda Viva com Felipe Neto, que esteve no topo do Twitter e soma mais visualizações no YouTube

11,3 pontos teve o Jornal da Globo, aquecido pelo Tela Quente e a volta de Bial

A BOA DO DIA

Cinema Especial traz "Jason Bourne", filme com Vincent Cassel e Matt Damon. Na Globo, às 22h35

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 48, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem