Cabelo, Make & Mais

Maquiagem depois dos 40: ideias atuais para o look da mulher madura

Sombra colorida, iluminador, batom vivo... como usá-los no seu visual

Carolina Ferraz - Instagram/carolinaferrazoficial

Vinte anos atrás, quando começaram a ficar em alta as reportagens sobre beleza focadas em faixas etárias (para mulheres de 20, 30, 40 anos ou 50+), me lembro de quantos "melhor não usar isso, melhor evitar aquilo" eu escrevia a cada texto desse gênero. Mas os tempos mudaram. E as mulheres, também.

Hoje, quem já ultrapassou os quarenta não se conforma em ficar presa a muitas caixinhas, obedecendo regras que não fazem muito sentido quando relacionadas à sua trajetória pessoal. E o próprio momento fashion que atravessamos é de muita liberdade. O estímulo a expressar um estilo próprio anda maior do que nunca.

Sendo assim, como ficam as tais regrinhas sobre o que é certo e o que é errado em relação à maquiagem para a mulher madura? "Mais flexíveis", explica o maquiador Celso Kamura. "É claro que alguns ajustes sempre precisam ser feitos, já que a pele não é mais a mesma e o rosto passa por certas modificações. Mas, em termos de cores, de efeitos e de texturas, hoje tudo é mais amplo. Dá para brincar muito mais e chegar a ótimos resultados."

Depois de conversar com o próprio Celso e com os maquiadores Wilson Eliodorio e Rosman Braz – e de pensar nos ajustes que fiz no meu próprio look depois de deixar os 40 para trás –, criei uma lista de sugestões para quem quer uma maquiagem fresca, moderna e, obviamente, linda, sem enfrentar muitas restrições por causa da idade. Confira essas ideias e descubra toda a beleza de ser uma mulher madura nos tempos atuais.

Pele: o maior segredo de um look fresh

Antes de começar a maquiagem, limpe bem o rosto e então passe um sérum de tratamento. Segundo me contou Wilson Eliodorio, esse é um ótimo momento para dar uma revitalizada na pele e garantir, desde os primeiros passos, um aspecto fresco para o visual. “Aproveite a aplicação para fazer movimentos de massagem, drenar o inchaço e deixar a estrutura facial mais definida”, aconselha.

Depois da absorção do sérum, entre com o primer. “Prefiro aqueles que tenham efeito blur”, diz Wilson. “São ótimos para disfarçar vincos e poros abertos, comuns em peles mais maduras.” Primers hidratantes, por sua vez, são boas opções para quem tem a pele seca ou com aspecto desvitalizado. E fórmulas iluminadoras trazem um glow bem vindo, que assegura frescor. Dois produtos interessantes: Benefit Porefessionnel Pearl Primer (R$ 182), luminoso, sequinho e com ação blur, e Becca First Light Priming Filter (R$ 179), iluminador e hidratante (contém ácido hialurônico).

Base e corretivo, quais escolher?

“Maquiagem demais é um risco, no geral envelhece”, avisou Rosman Braz durante nossa conversa. E Celso Kamura complementou: “Tentar cobrir absolutamente tudo e deixar a pele muito maquiada é algo que já deixamos de fazer faz tempo. Hoje, há muitas bases bacanas que conseguem proporcionar uma cobertura adequada mantendo a delicadeza do acabamento.” Ele é fã da Dior Air Nude (R$ 305), base com textura sérum.

Para quem busca naturalidade e aspecto saudável, outra alternativa são as bases hidratantes, que ajudam a trazer um aspecto preenchido para a pele. A Quem Disse, Berenice? Base Aqua Hidratante (R$ 66), com ácido hialurônico e cobertura de leve a média, é um bom exemplo dessa categoria de produtos.

A própria técnica de aplicação também conta. Celso ama, por exemplo, pingar algumas gotinhas de óleo de tratamento na base, para trazer mais fluidez e mais viço. Seu favorito é o MAC Cosmetics Prep + Prime Essential Oils Grapefruit & Chamomile (R$ 139), mas se você quiser experimentar um ótimo produto nacional, vale conhecer o Natura Chronos Concentrado Revitalizante (R$ 128).

Ainda segundo Celso, corretivos com textura mais siliconada são ideais para corrigir olheiras em mulheres mais maduras. “Trazem uma luminosidade boa para revigorar o olhar.” Ele só lembra que esse tipo de produto às vezes pede retoque ao longo do dia. “Carregue na bolsa para reaplicar quando necessário.” Seu favorito é o MAC Cosmetis Mineralize (R$ 139).

E em relação às cores?

Apesar de os neutros continuarem sendo muito pedidos –e, é, claro, acabarem funcionando em qualquer circunstância–, é possível variar bastante na paleta de tons na hora de criar o seu make, combinando ousadia com elegância.

Sombras rosadas, pêssego e até com um toque avermelhado, por exemplo, podem acrescentar toques tanto de jovialidade como de vitalidade à aparência. Essas variações de cor estão presentes nas paletas Ruby Rose Mini Paleta de Sombras Sunset (R$ 16,56) e Urban Decay Naked Cherry (R$ 369). Se a maquiagem no geral for leve, outra possibilidade é dar uma pincelada de cor viva nas pálpebras – azul, laranja, rosa –para acrescentar uma certa transgressão ao resultado.

Nas maçãs do rosto, pêssego e rosas mais quentes são tonalidades interessantes para trazer um viés de saúde e de frescor para o look. “E se o blush tiver uma pitadinha de brilho, acho ótimo”, diz Wilson Eliodorio. “Isso também dá uma levantada na expressão.” Uma paleta que oferece esse tipo de nuance de forma atual é a Too Faced Sugar Peach Peaches and Cream (R$ 299).

Nos lábios, abusar do gloss, que voltou a ficar em alta, é um ótimo caminho. Wilson e Celso gostam muito das fórmulas com ativos que aumentam temporariamente o volume, como a do Too Faced Lip Injection (R$ 129) ou a do Dior Lip Maximizer (R$ 169).

Mas o Bruna Tavares Jelly Gloss (R$ 35), apesar de não proporcionar esse plus volumizador, já garante, apenas com o seu brilho intenso, um aspecto de lábios mais cheios. Pode ser usado sozinho ou sobre um lip tint, como o Dailus Lip Tint (R$ 15,50), que tem três variações de tom. Dica do Celso: fazer um contorno com um lápis do tom dos lábios, esfumar o produto e só depois aplicar o tint ajuda a dar mais definição para a boca.

Batons de cor viva são garantia de um “splash” de vivacidade. “Eles ‘acendem’ o rosto, trazem um colorido importante, fazem toda mulher ficar mais bonita”, explica Rosman Braz. Se for um batom vermelho puro ou aberto, o sucesso é garantido. Duas boas indicações: Kat von D Studded Kiss Crème Outlaw (R$ 99) e Laura Mercier Velour Extreme Matte Lipstick Dominate (R$ 139).

Máscara para cílios e a polêmica do delineador

Aliada de mulheres de qualquer idade, a máscara para cílios é ainda mais preciosa para quem está no time das belezas maduras. “Ao definir os cílios, você acentua a expressão e traz mais impacto para o visual, minimizando, ao mesmo tempo, uma expressão mais cansada”, defende Rosman.

Já o delineador, que muita gente ainda insiste ser um produto proibido para quem tem pálpebras caídas, vem, aos poucos, deixando de ser evitado. “Pode sim, por que não?”, diz Celso Kamura. “É só saber adequar o traço ao formato do olho e ao caimento da pálpebra.” Desenhá-lo mais curto e mais rente aos cílios pode ser a solução para não abrir mão desse recurso poderoso em seu visual. Prefira os em formato de canetinha, como o Mary Kay Delineador em Caneta (R$ 59,90), que facilitam a aplicação.

* Obs.: todos os produtos citados nesta coluna podem ser encontrados nos sites das respectivas marcas ou em grandes perfumarias, como a Sephora.

Cabelo, make & mais

Maria Cecília Prado (@mceciliaprado) é jornalista especializada em beleza, lifestyle e consumo. Foi editora nas revistas "Elle", "Claudia" e "Estilo" e escreveu o livro a "Beleza dos Signos". Atua como consultora, desenvolve conteúdos customizados e coordena o site "Beauty Editor", referência em tendências, notícias de beleza e reviews de produtos.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem