Biblioteca da Vivi

Martinho da Vila lança biografias infantojuvenis de Cartola e Noel Rosa

Vida de expoentes do samba é retratada em versão especial para crianças

Martinho da Vila lança livros infantojuvenis sobre grandes nomes do samba
Martinho da Vila lança livros infantojuvenis sobre grandes nomes do samba - Instagram/martinhodavilaoficial
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Aos 83 anos, Martinho da Vila é um artista incansável. Além dos já conhecidos dotes como músico, ele exercita agora ainda mais vertentes como escritor. E, desta vez, os contemplados são as crianças e os jovens. Martinho adentra o suave mundo da literatura infantojuvenil com o lançamento, em setembro, de “Martinho Conta Cartola” e “Martinho Conta Noel” (R$ 29,90 cada um).

Ambas as obras já estão disponíveis para compras online e em pré-vendas nas principais plataformas.
Tratam-se de duas pequenas biografias de grandes nomes da música popular brasileira escritas a partir do carinho da prosa poética do cantor e compositor: são as vidas dos sambistas Agenor de Oliveira (1908-1980) e Noel Rosa (1910-1937).

“O Martinho Conta Cartola veio de o Cartola ser um compositor importantíssimo e a nova geração não conhece muito dele. Já o sobre Noel eu quis mostrar um lado diferente do Noel Rosa, para as pessoas conhecerem não só sobre seu talento, mas também sobre suas atitudes”, conta Martinho.


De fato, enquanto ao escrever sobre Cartola ele se atém a dados biográficos, como suas dificuldades financeiras, a parceria romântica com Dona Zica e a fundação da Mangueira, ao falar de Noel ele evidencia sobretudo a atitude despreconceituosa do artista, que tocava com negros em uma época em que a atitude era considerada reprovável.

Não que o Cartola visto pelos olhos de Martinho seja menos interessante: o livro começa com uma deliciosa explicação do por que do apelido do músico, conhecido pelo adereço que levava na cabeça.

Tanto em um quanto em outro, o escritor alterna a narração dos fatos mais marcantes da vida dos músicos para apresentar letras completas das composições que os fizeram famosos. Algumas, muito conhecidas, outras um pouco menos. Mas todas igualmente relevantes para quem quer saber mais sobre o assunto. “Ideia é o que não me falta. Além do livro de contos, a minha autobiografia já está pronta”, conta Martinho.

Ele ainda aproveita para falar sobre a maior representatividade dos negros na literatura e vê com bons olhos as diferenças entre o ofício de escrever e o de compor. “São atividades distintas: acho que uma não interfere muito na outra. Se bem que o ofício de compor música leva à capacidade de diminuição do texto, de fazer as coisas menores. A gente fica com mais capacidade de resumo.”

Mas nem por isso devemos considerar Martinho prolixo. Além de letras de canções e trechos das biografias de Cartola e Noel, os livros trazem ainda ilustrações primorosas que ajudam a contar a história. Já sobre a história de seu tempo, o artista se mostra otimista: “Teremos eleições no próximo ano. Mudanças acontecerão”.

OS MAIS VENDIDOS

FICÇÃO
1 "A Garota do Lago", de Charlie Donlea (Faro)
2 "Box Franz Kafka 1883-1924", de Franz Kafka (Novo Século)
3 "A Irmã Desaparecida", de Lucinda Riley (Arqueiro)
4 "Box Jane Austen - 3 Volumes", de Jane Austen (Martin Claret)
5 "Box - Nórdicos - Os Melhores Contos e Lendas" (Pandorga)

NÃO FICÇÃO
1 "Escravidão - Volume 2", de Laurentino Gomes (Globo)
2 "Vade Mecum 2021 Saraiva" (Saraiva)
3 "Mulheres que Correm com Lobos", de Clarissa Pinkola Estes (Rocco)
4 "Evangelho Segundo o Espiritismo", de Allan Kardec (Ide)
5 "Escravidão - Volume 1", de Laurentino Gomes (Globo)

AUTOAJUDA
1 "Ansiedade", de Augusto Cury (Benvirá)
2 "Mais Esperto que o Diabo", de Napoleon Hill (Citadel)
3 "Minutos De Sabedoria (Simples)", de Carlos Torres Pastorino (Vozes)
4 "O Homem Mais Rico da Babilônia", de George S. Clason (Harper Collins)
5 "Mais Esperto que o Diabo" (edição de bolso), de Napoleon Hill (Citadel)

Fonte: Livrarias Saraiva (de 16 a 22.ago.2021)

Biblioteca da Vivi

Vivian Masutti, 35, é jornalista formada pela Cásper Líbero e bacharel em letras (português e francês) pela USP (Universidade de São Paulo), onde também cursou a Faculdade de Educação e obteve licenciatura plena em língua portuguesa. No Agora, é coordenadora da Primeira Página.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem