Bate-Papo na Web

Com tantas opções de apps de transporte, ideal é instalar todos e simular para tentar economizar

Novos usuários com convite podem receber opções de desconto

Max Francioli

Gostaria de saber mais sobre  aplicativos como Uber. Qual  é melhor? - Rute, 76. 

Os apps de transporte são uma “mão na roda” para muita gente: tanto motoristas que encontraram no serviço uma oportunidade de trabalho, quanto passageiros que contam com tarifas mais baixas que as do táxi e têm mais conforto que no transporte público.

Em cidades como São Paulo —caso da leitora—, há tantos apps que às vezes é difícil saber qual usar: Uber, 99, Cabify, Easy, Wappa e Lady Driver (que só tem motoristas mulheres e só atende passageiras mulheres).

O ideal é instalar todos, pq às vezes a tarifa de um está mais baixa, às vezes a promoção do outro é melhor. Se ainda não instalou algum, peça para quem já tem enviar um convite com cupom de desconto.

Para os novos usuários com convite, o Uber dá R$ 5 nas duas primeiras viagens, o 99 oferece R$ 10 e, o Cabify, R$ 7. Além disso, vale a pena ficar ligada nas promoções que os apps enviam por SMS ou por notificação na tela do celular.

Na hora de chamar o carro, o ideal é fazer isso com alguma antecedência para comparar os preços com calma. Coloque a origem e o destino em todos e faça uma simulação. A diferença costuma ser bem grande.

Se estiver com pouco tempo, existem apps que fazem essa comparação (é apenas uma estimativa, mas dá para ter uma ideia). O Google Maps compara entre Uber, Cabify e 99 (em “Rotas”, preencher origem e destino e dp clicar no ícone de uma pessoa chamando um táxi).

O Vah e o VouD comparam preços entre vários apps e ainda mostram cupons de desconto disponíveis. É só anotar o código e digitá-lo no app respectivo na área “Cupom de desconto”, “Promoções” (no Uber fica dentro da opção “Pagamento”) ou algo assim. Boas viagens!
 

Bate-Papo na Web

Alessandra Kormann é jornalista, tradutora e roteirista. Trabalhou sete anos na Folha.
Desde 2005, é colunista do Show!, do jornal Agora.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias